PUBLICIDADE

Com gol nos acréscimos, CRB e Náutico empatam pela Série B

Timbu permanece na liderança mesmo com o empate; Galo de Campina segue próximo do G-4

29 jun 2021 23h28
ver comentários
Publicidade

Na base da emoção, o CRB conseguiu buscar o empate contra o Náutico na noite desta terça-feira (29) no estádio Rei Pelé. Erick colocou o Timbu na frente na sua despedida, mas Caetano, nos acréscimos, deixou tudo igual em Maceió. Com o resultado, os pernambucanos seguem invictos e na liderança, enquanto os alagoanos ficam um ponto mais próximos do G-4.

Erick abriu o marcador para o Náutico, mas Caetano deixou tudo igual (Foto: Divulgação/Tiago Caldas/Náutico)
Erick abriu o marcador para o Náutico, mas Caetano deixou tudo igual (Foto: Divulgação/Tiago Caldas/Náutico)
Foto: Lance!

As duas equipes voltam a campo ainda nesta semana. Na sexta-feira (2), o Náutico recebe o Operário, às 19h. Já o CRB faz o clássico alagoano contra o CSA atuando como visitante no sábado (3), às 18h30. Os dois confrontos são válidos pela 9ª rodada do Brasileirão Série B.

Começo movimentado

O começo do confronto no Estádio Rei Pelé se mostrou promissor. Com a bola, as duas equipes tentaram impor seus estilos de jogo. Enquanto isso, defendendo, ambas buscaram pressionar a saída de bola do adversário, tentando forçar o erro.

O Náutico chegou primeiro através de uma cobrança de falta que parou nas mãos de Diogo Silva. Por outro lado, o CRB apostou nas jogadas em velocidade, mas tanto Hyuri quanto Diego Torres erraram o último passe, comprometendo a sequência dos lances.

Náutico começa a dominar as ações

Apesar do ímpeto do CRB nos primeiros 15 minutos, o Náutico passou a tomar conta da posse de bola nos momentos seguintes e ser mais presente no campo de ataque. Contando com o auxílio dos laterais, o Timbu levou perigo em chute de Hereda, que parou em Diogo Silva, e depois com Vinícius, que cabeceou para fora.

Por sua vez, o CRB se viu pressionado na saída de bola. Sem muita qualidade com a bola nos pés, Gum e Caetano passaram a trabalhar muito entre si e só conseguiam conectar os setores a frente através de lançamentos, que em muitas vezes deram errado.

Duas vezes Diogo Silva

O bom momento do Náutico ficou ainda mais evidente após os 25 minutos. Em cobrança de falta de longe, Jean Carlos bateu firme e obrigou Diogo Silva a fazer a defesa em dois tempos para evitar o gol.

Pouco tempo depois, Bryan fez boa jogada, tabelou com o companheiro a bateu cruzado. O goleiro do CRB dessa vez conseguiu defender firme, não permitindo o rebote.

Resposta em velocidade

O CRB continuou acuado após as defesas de Diogo Silva. O goleiro ainda teve que aparecer bem posicionado para encaixar o chute de longe de Marciel, que havia acabado de entrar no lugar do machucado Yago.

Quando conseguiu sair da defesa, o time alagoano seguiu a linha do que foi a sua principal arma nos primeiros minutos: a velocidade. Reginaldo passou pela direita e cruzou para Hyuri. A bola passou pelo atacante, mas sobrou para Erik, que dominou, calibrou e tentou tirar de Alex Alves. Contudo, o goleiro caiu bem e evitou o gol, levando o 0 a 0 para o intervalo.

Duas lá, duas cá

A volta do intervalo foi tão movimentada quanto o início do 1° tempo. Com cada equipe seguindo à risca do que fez na etapa inicial. Em velocidade, Hyuri obrigou Alex Alves a fazer duas defesas. Na primeira, o centroavante do CRB tentou surpreender o goleiro com um chute ao invés de um cruzamento. Já na segunda, o camisa 9 girou em cima do marcador e bateu cruzado.

Após os sustos, o Náutico acordou para o 2° tempo e começou a levar perigo. Aos 11 minutos, Jean Carlos arriscou uma bomba de fora da área, fazendo com que Diogo Silva defendesse com a ponta dos dedos. No escanteio seguinte, Vinícius subiu mais que a defesa e cabeceou tirando do goleiro e, por centímetros, também do gol.

Gol da despedida

Em fim de contrato de empréstimo com o Náutico, Erick fez nesta noite seu último jogo pelo clube. Mas, o atacante não passou em branco. Aos 14 minutos, o camisa 33 recebeu de Hereda, gingou na frente da marcação, abriu para a esquerda e bateu colocado, sem chances para Diogo Silva.

O gol não diminuiu a intensidade de marcação do Náutico. Subindo as suas linhas, o Timbu não permitia que o CRB criasse boas ações ofensivas para buscar o empate. Quando conseguiu chegar de frente para o gol, o Galo de Campina viu Diego Torres ser travado na hora do chute por Matheus Trindade.

Gol salvador

Sem muita criatividade com a bola nos pés e sem poder abusar da velocidade devido à compacta defesa do Náutico, o CRB partiu para o abafa, abusando dos cruzamentos na área.

Após sobra pelo lado esquerdo, Guilherme Romão enxergou Caetano no meio da área e cruzou para o zagueiro que, como um atacante, finalizou de primeira, com categoria, para deixar tudo igual e fechar o placar em 1 a 1 já nos acréscimos.

FICHA TÉCNICA

CRB 1 X 1 NÁUTICO

Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió-AL

Data/Horário: 29 de junho de 2021 (terça-feira), às 21h30

Árbitro: Zandick Gondim Alves Júnior (RN)

Assistentes: Vinícius Melo de Lima (RN) e Luís Carlos de França Costa (RN)

Gols: Erick (14'/2°T) (0-1), Caetano (45'/2°T) (1-1)

Cartões amarelos: Guilherme Romão, Gum, Diego Torres (CRB), Bryan, Jean Carlos (Náutico)

CRB: Diogo Silva, Reginaldo, Gum, Caetano e Guilherme Romão; Claudinei (Wesley, aos 23'/2°T), Jean Patrick (Carlos Jatobá, aos 35'/2°T), Diego Torres; Alisson Farias (Ewandro, aos 29'/1°T), Erik (Nicolas Careca, aos 35'/2°T) e Hyuri. Técnico: Allan Aal

NÁUTICO: Alex Alves, Hereda, Yago (Marciel, aos 30'/1°T), Wagner Leonardo e Bryan; Matheus Trindade, Rhaldney (Luiz Henrique, aos 35'/2°T) e Jean Carlos; Erick, Vinícius (Vargas, aos 35'/2°T) e Paiva (Matheus Carvalho, aos 23'/2°T). Técnico: Hélio dos Anjos

Lance!
Publicidade
Publicidade