PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Messi

Quem é o jogador do Inter Miami herdeiro de R$ 6 bilhões e mais rico que Messi?

Leonardo Campana tem origem em família poderosa no Equador e é sobrinho do presidente do país Daniel Noboa

5 mar 2024 - 13h09
(atualizado às 14h12)
Compartilhar
Exibir comentários

No time de Messi, Busquets, Jordi Alba e Suárez, o jogador mais rico não é nenhuma das ex-estrelas do Barcelona. O Inter Miami tem no seu elenco um jogador oriundo de uma das famílias mais ricas do Equador. Trata-se de Leonardo Campana, centroavante revelado por outro Barcelona, o de Guayaquil, e sobrinho do atual presidente equatoriano, Daniel Noboa.

O jornal italiano Corriere dello Sport já noticiou que a fortuna de Messi é de 500 milhões de euros (R$ 2,6 bilhões). Já a família Campana dispõe de 1 bilhão de euros (R$ 5,3 bilhões). O clã tem influência na política equatoriana e é presente em diferentes setores econômicos, na política e no esporte do país sul-ameericano.

Campana é filho de Pablo Campana, ex-tenista e político no Equador. O pai do centroavante representou o país nos Jogos Olímpicos de Atlanta, em 1996. Depois, Pablo assumiu o Ministério do Comércio do Equador, entre 2017 e 2019, no governo do criticado presidente Lenín Moreno. O pai de Campana é fundador e CEO de uma incorporadora imobiliária e ocupa diferentes posições no Consórcio Nobis, cuja sócia-majoritária é a avó materna de Campana, Isabel Noboa. O grupo atua com investimentos nos setores agrícola, imobiliária, industrial, comercial e de turismo.

Ex-marido de Isabel, Isidoro Romero (avô de Campana) foi ministro, deputado e presidente do Barcelona de Guayaquil. Este último posto foi assumido em três ocasiões. O estádio do clube carrega o nome do ex-mandatário. Já a mãe do camisa 8 do Inter Miami é irmã do atual presidente equatoriano, Daniel Noboa, eleito em 2023.

Time 'da família', fracasso na Inglaterra e auge nos Estados Unidos

Aos 23 anos, Leonardo Campana divide o elenco com jogadores que decidiram largar o futebol competitivo para ter uma vida tranquila em Miami. Ele chegou ao clube em 2022, por empréstimo do Wolverhampton, da Inglaterra. O atacante não entrou sequer em campo com a camisa do time inglês em jogo oficial.

O começo no futebol foi no time que teve o avô como presidente três vezes. Campana surgiu no Barcelona de Guayaquil e, em 21 jogos, marcou quatro vezes. A custo zero, o Wolverhampton assinou com o equatoriano por três anos e meio, quando ele tinha ainda 19 anos e atuava também na seleção pré-olímpica do seu país. Ele integrou a seleção do Equador campeã do Sul-Americano Sub-20 de 2019. O atacante foi titular no empate em 0 a 0 contra o Brasil na fase final do torneio.

Uma série de empréstimos marcou o vínculo de Campana com o clube inglês. Ele atuou no Famalicão, de Portugal, e no Grasshopper, da Suíça. Foram duas passagens tímidas, somando apenas cinco gols nos dois clubes. O empréstimo para o Inter Miami reconfigurou a carreira do equatoriano, que passou a ser uma das referências no ataque do clube de David Beckham.

Logo na primeira temporada, Campana entrou em campo 28 vezes e marcou 12 gols. O bom desempenho levou o Inter Miami a pagar 2,7 milhões de euros (R$ 14,5 milhões) ao Wolverhampton pelo atacante. Na segunda temporada, foram 11 gols em 37 jogos. Nas três partidas da MLS em 2024, ele não foi titular, mas ingressou em todas no lugar de Luis Suárez. O ex-gremista tem dois gols e três assistências neste ano na liga americana.

Campana figura nas convocações do espanhol Félix Sánchez Bas na seleção equatoriana. O time está em quinto nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo 2026, com oito pontos, um a mais do que o Brasil, sexto colocado. O objetivo pessoal do atacante é manter a participação no grupo, em que é suplente.

O Inter Miami lidera a Conferência Leste da MLS com sete pontos. No ano passado, o clube não se classificou para os playoffs da competição. Messi chegou nos Estados Unidos em julho, quando a eliminação já era praticamente irreversível. O time de Campana tem o melhor ataque do torneio, com oito gols em três jogos. A próxima partida é nesta quinta, dia 7, contra o Nashville, no Estádio Geodis Park, em Nashville, Tennessee.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade