PUBLICIDADE

Cristiano Ronaldo

Cristiano Ronaldo x Messi em risco: português se lesiona e amistosos são cancelados

Al-Nassr faria um tour pela China em intertemporada; valores dos ingressos serão devolvidos

23 jan 2024 - 16h54
(atualizado às 17h01)
Compartilhar
Exibir comentários

Os chineses vão ter de esperar um pouco mais para ver Cristiano Ronaldo em ação em seu país. A intertemporada do Al-Nassr na Ásia, com o tão aguardado Tour China, com a realização de dois jogos em Shenzhen, foi cancelada nesta terça-feira por causa de uma lesão na panturrilha diagnosticada no astro português.

O valor investido nos ingressos para as partidas dos dias 24 (Shanghai Shenhua) e 28 (Zhejiang) será devolvido, e os amistoso devem ser remarcados para não frustrar a expectativa dos fãs do atacante português. Marcado para dia 1º de fevereiro, o possível último encontro entre Messi e o astro lusitano também está ameaçado.

"Lamentamos anunciar que, infelizmente e por motivos alheios ao Al-Nassr, o evento composto por duas partidas marcadas para os dias 24 e 28 de janeiro foi adiado para data a ser definida. Viemos aqui em Shenzhen com muito respeito pelos torcedores do futebol chinês e especificamente pelos torcedores do Ronaldo", informou o clube árabe em nota.

"Levando isso em consideração, além do relacionamento estreito entre o reino da Arábia Saudita e a China, nós, Al-Nassr, estamos dispostos a concluir nosso campo de treinamento conforme planejado em Shenzhen, uma cidade que nos acolheu calorosamente e demonstrou tanto amor por nós e a nosso capitão. Além disso, acordamos com o organizador e o promotor a marcação de uma nova data o mais rapidamente possível. O clube Al-Nassr sempre mostrou e provou seu compromisso incondicional com este evento e viajou com todo o seu elenco, incluindo Cristiano Ronaldo, para participar do tour. Amamos nossos fãs chineses e queremos jogar para eles o mais rápido possível."

Muitos chineses foram à porta do hotel onde o AL-Nassr está hospedado para tentar ver o astro. Alguns até tentaram invadir o local assim que souberam que não veriam o ídolo em ação nos gramados por causa do problema físico. Houve corre-corre, mas os seguranças agiram rápido para evitar o tumulto. E a polícia chinesa teve de ser acionada.

Em breve pronunciamento, Cristiano Ronaldo se desculpou com os fãs da China. "Peço desculpas a todos os torcedores chineses. Sei que todos estão tristes, e eu também. Como vocês sabem, no futebol há coisas que não podem ser controladas", disse, lamentando o problema muscular revelado após exames.

Cristiano Ronaldo aproveitou para demonstrar todo o carinho ao povo asiático. "A China é uma segunda casa para mim. Eu amo este país, adoro estar aqui, amo estar com vocês e quero jogar para vocês", disse, comprometendo-se a voltar.

Sobre a "Última Dança", como está denominado o amistoso entre Al-Nassr e Inter Miami, que pode fechar os embates entre Cristiano Ronaldo e Messi (não se enfrentam desde 2020), o clube árabe evitou fazer um prognóstico. O amistoso não deve ser desmarcado, mas a presença do astro português ficará sob dúvida até a data da partida.

O jogador faz tratamento intensivo para se recuperar a tempo para a partida agendada para a Kingdom Arena, em Riad, na Arábia Saudita. Além de Messi, o time americano tem novo atrativo para o amistoso: o uruguaio Suárez.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade