2 eventos ao vivo

Oya decide, e Corinthians vence sem brilho na estreia da Copinha

2 jan 2019
23h37
atualizado em 3/1/2019 às 00h00
  • separator
  • 0
  • comentários

Maior campeão da Copa São Paulo, o Corinthians estreou sem brilho na noite desta quarta-feira. Jogando no Estádio Novelli Júnior, em Itu, o time alvinegro deu a impressão que iria golear o frágil Capital-TO, mas relaxou no segundo tempo e permitiu a reação do rival, vencido por 3 a 2, com dois gols da principal promessa da equipe, o meia Fabricio Oya, que disputa sua quarta edição do principal torneio de base do Brasil.

Com o triunfo, o Timão fica na segunda colocação do Grupo 17 da Copinha, com os mesmos três pontos do Ituano. Os anfitriões da chave também venceram na rodada, mas ficam na frente pelo saldo de gols (2 a 1).

Em busca de sua 11ª taça, o Corinthians buscará encaminhar sua classificação à segunda fase diante do Sinop-MT no próximo sábado, às 21h30 (de Brasília). No mesmo dia, mas a partir das 19h15, o Capital tentará se reabilitar em duelo com o Galo de Itu.

O Corinthians começou melhor, mas foi o Capital quem assustou primeiro. Aos 13 minutos, Jorge recebeu livre na área e tirou do goleiro Diego. A bola ia entrando quando o zagueiro Caetano chegou para tirar em cima da linha e evitar o gol da equipe nortista.

Após o susto, o Timão recuperou o controle da partida e abriu o placar aos 30 minutos. Depois de o zagueiro Jhonata errar o domínio dentro da área, o atacante João Celeri acertou a trave. No rebote, o volante Roni não perdoou e estufou as redes adversárias.

Presente em bom número em Itu, a Fiel voltou a comemorar dois minutos depois, quando Fabricio Oya recebeu livre na área e chutou forte de esquerda, sem chances para o goleiro Luiz Eduardo. Ainda antes do intervalo, o camisa 10 corintiano ampliou ao bater no canto direito do arqueiro, após cobrança de escanteio rasteiro.

O Capital voltou com uma série de mudanças e contou com uma falha do goleiro alvinegro para diminuir o prejuízo. Aos nove minutos, Diego não segurou chute rasteiro e soltou a bola na pequena área. O atacante Jorge aproveitou e empurrou para o fundo da rede.

Para recuperar a intensidade do time, o técnico corintiano Eduardo Barroca fez as seis alterações a que tem direito. O Corinthians, porém, não melhorou e ainda viu o Capital encostar no placar com gol do zagueiro Túlio, que subiu sozinho após cobrança de escanteio.

Nos minutos finais, os paulistas voltaram a criar chances e por pouco não marcaram o quarto gol. O Capital, por sua vez, até tentou esboçar uma pressão, mas não conseguiu buscar o empate.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade