PUBLICIDADE
Logo do

Corinthians

Meu time

Jô diz que elenco precisa "aceitar as críticas" após queda

Corinthians não conseguiu marcar nas três partidas que fez no ano contra o Atlético-GO

10 jun 2021 00h10
| atualizado às 07h38
ver comentários
Publicidade

Um dos jogadores mais experientes do elenco do Corinthians, o atacante Jô, que entrou no segundo tempo do empate em 0 a 0 contra o Atlético-GO, nesta quarta-feira (9), pelo jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil, no estádio Antônio Accioly, que culminou na eliminação corinthiana do torneio nacional, disse que o elenco tem que aceitar as cobranças.

Jô entrou no segundo tempo, mas não conseguiu balançar as redes, contra o Dragão (Foto: Rodrigo Corsi/Paulistão)
Jô entrou no segundo tempo, mas não conseguiu balançar as redes, contra o Dragão (Foto: Rodrigo Corsi/Paulistão)
Foto: Lance!

A desclassificação foi a terceira do Timão no primeiro semestre. A equipe já havia deixado o Paulistão na semifinal, derrotado pelo Palmeiras, e ficado na primeira fase da Copa Sul-Americana, deixando a competição com duas rodadas de antecedências.

"A torcida cobra mais, mas faz parte. É do Corinthians. Temos que aceitar as cobranças e seguir de cabeça erguida, tem o Brasileiro pela frente", disse o atacante ao Grupo Globo, na saída de campo.

De acordo com Jô, a eliminação alvinegra ficou por conta da exposição excessiva que o clube deu ao adversário no confronto de ida, em Itaquera. O atacante também destaca o excesso de cruzamentos, sendo que na maior parte do jogo a equipe esteve sem centroavante de ofício. Segundo o SofaScore, foram 53 bolas alçadas a área e apenas oito certas, um aproveitamento de 15%.

"Acho que nos expomos muito no primeiro jogo, aí vem jogar contra um time fechado, tentando alçar bola na área, fica complicado. Temos que aprender mais como é o Corinthians, como tem que jogar, mas isso é natural, vai aos poucos", destacou o jogador.

Ciente das questões a serem resolvidas, Jô ameniza a situação atual, até pela recente troca de comando, com a saída de Vagner Mancini há menos de um mês, e chegada de Sylvinho, que tem apenas quatro jogos treinando o Corinthians.

"Sabemos dos problemas que temos. É natural pela troca de treinador. O Sylvinho está tentando implantar o estilo de jogo, foi para o quarto jogo, é complicado, mas saímos da Copa do Brasil".

Com a eliminação na Copa do Brasil, o Corinthians terá apenas uma competição a disputar no segundo semestre, o Campeonato Brasileiro. Pela competição, o Alvinegro tem compromisso já neste sábado (12), às 19h, em clássico contra o Palmeiras, no Allianz Parque.

Lance!
Publicidade
Publicidade