PUBLICIDADE

Comissário da UE põe Londres em dúvida para finais da Euro

Se for confirmado como palco de jogos das fases derradeiras do torneio continental, estádio de Wembley deve receber cerca de 60 mil pessoas

28 jun 2021 13h59
| atualizado às 14h40
ver comentários
Publicidade

O vice-presidente da Comissão Europeia, Margaritis Schinas, afirmou nesta segunda-feira que tem dúvidas se o estádio de Wembley, na Inglaterra, tem condições de receber as semifinais e a decisão da Eurocopa.

Estádio de Wembley, em Londres, cujo uso está programado para ocorrer nas semifinais e finais desta Eurocopa
12/06/2021 REUTERS/Carl Recine
Estádio de Wembley, em Londres, cujo uso está programado para ocorrer nas semifinais e finais desta Eurocopa 12/06/2021 REUTERS/Carl Recine
Foto: Reuters

"Não discutimos na Comissão, não cabe a nós, mas à Uefa decidir. Pessoalmente, gostaria de compartilhar minhas dúvidas sobre a possibilidade de organizar a final e as semifinais em um Estádio de Wembley cheio, enquanto que o Reino Unido limita o movimento de seus cidadãos à União Europeia", disse Schinas no Parlamento da União Europeia (UE).

O grego também declarou que é necessário ter "simetria" e "proporcionalidade" para tomar a decisão sobre o uso ou não do mais tradicional palco do futebol inglês. Além disso, Schinas aconselhou a Uefa para "decidir com cuidado".

O Reino Unido atingiu nesta segunda-feira um novo pico de infecções de Covid-19, alimentado pela agressiva variante Delta.  Em 24 horas, o governo britânico comunicou ter registrado quase 23 mil novos casos da doença.

As semifinais da Eurocopa serão disputadas em 6 e 7 de julho. A decisão do torneio, no entanto, está marcada para dia 11 do mesmo mês. Nos últimos três jogos da competição é previsto que Wembley receba por volta de 60 mil torcedores, contra os aproximadamente 40 mil inicialmente esperados. 
   

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade