1 evento ao vivo
Logo do Seleção Brasileira
Foto: terra

Seleção Brasileira

Vadão se diz otimista, mas não garante Marta 90 minutos contra França

22 jun 2019
16h40
atualizado às 16h40
  • separator
  • 0
  • comentários

Neste domingo, às 16h (de Brasília), no Stade Océane, em Le Havre, na França, a Seleção Brasileira decide uma vaga entre os oito melhores times da Copa do Mundo feminina contra a anfitriã do torneio. E depois de uma classificação conquistada a duras penas, o time comandado por Vadão terá de superar, além do time da casa, a condição física de algumas atletas, como Marta.

Principal jogadora do Brasil e autora do gol da vitória sobre a Itália, Marta sofreu com problemas musculares antes do início do torneio, que a tiraram justamente da estreia. O treinador, neste sábado, revelou não saber se não sabe se a camisa 10 e recém-artilheira em Copas do Mundo entre homens e mulheres vai poder "disputar a partida em sua totalidade".

"Marta não dá para prever que vai jogar os 90 minutos. Há o desgaste de cada jogo. Mas estou otimista em relação a isso. Em relação a Formiga, vamos esperar o treino. Ontem ela só fez um leve trote. No dia de hoje, a gente espera que ela participe e que a gente possa contar. Todos os esforços foram feitos", disse Vadão.

Outra dúvida para a partida diante da França é a veterana Formiga, de 41 anos. Com problemas no tornozelo, a definição da participação ou não da volante será definida apenas após a realização da atividade deste sábado, que antecede o compromisso.

"No dia de hoje, esperamos que ela participe naturalmente e esperamos que a gente possa contar com ela", completou Vadão, que reconheceu o favoritismo da França, mas ponderou que o confronto está completamente aberto e será definido apenas dentro das quatro linhas. "Pode ser que sejam as favoritas, mas em campo está tudo em aberto", finalizou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade