PUBLICIDADE

Seleção chega a BH e tem recepção calorosa da torcida

26 jun 2014 21h54
| atualizado às 23h22
ver comentários
Publicidade
<p>Com grande apoio da torcida, Seleção Brasileira chega a hotel em Belo Horizonte, onde enfrenta o Chile no sábado</p>
Com grande apoio da torcida, Seleção Brasileira chega a hotel em Belo Horizonte, onde enfrenta o Chile no sábado
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

A Seleção Brasileira teve nesta quinta-feira uma das recepções mais calorosas desta Copa do Mundo. Cerca de 500 pessoas acompanharam a chegada do Brasil ao hotel em que ficará hospedado em Belo Horizonte, onde a equipe encara o Chile, neste sábado, às 13h, pelas oitavas de final do Mundial. Os torcedores se aglomeraram na principal via de acesso e fizeram muita festa para mostrar apoio aos jogadores comandados por Luiz Felipe Scolari.

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

O ônibus da Seleção chegou por volta das 21h46 e estacionou em uma entrada lateral do hotel. Porém, antes disso, os torcedores já estavam muito animados e cantavam músicas para provocar os rivais da competição. "Chi-chi-chi-le-le-le, não vai dar para você", provocavam, utilizando um dos principais cantos da torcida chilena. Nem mesmo os argentinos escaparam das provocações: "Messi, pode esperar, que sua hora vai chegar". Os fãs agitavam bandeiras, empolgados só com a expectativa de ver o ônibus passar.

Os jogadores desceram, passaram por uma espécie de varanda do hotel e acenaram para os torcedores, o que despertou uma histeria de muitos deles. Com faixas personalizadas, os mais esperados eram Neymar e David Luiz. No meio da multidão teve até um menino de dois anos fantasiado de Hulk, mas, segundo o pai, a criança é fã do super-heroi e não do jogador. Algumas pessoas chegaram a ficar emocionadas e até mesmo choraram com a presença do atletas brasileiros.

Copa: Seleção Brasileira é recebida com muita festa em BH:

Após a chegada dos jogadores, cerca de 200 torcedores se dirigiram para entrada principal do hotel, bloqueando uma das faixas da Avenida Cristiano Machado, pedindo mais um pouco de contato com a equipe.  Eles cantavam: "ô Seleção, cadê você, eu vim aqui só pra te ver" e "libera Felipão". Sem resposta, eles começaram a se dispersar aos poucos.

Ao contrário do que normalmente acontece, a equipe comanda por Luiz Felipe Scolari não irá realizar o tradicional treino de reconhecimento de campo no Mineirão. A atitude foi tomada para preservar o campo para a partida. Antes do jogo entre Argentina e Irã, no mesmo estádio, os dois times também não puderam realizar o reconhecimento do gramado. No estádio, apenas o treinador aparecerá para conceder uma entrevista coletiva marcada para às 11h30.

Assim, Felipão vai tirar suas últimas dúvidas no treino desta sexta-feira, às 13h, no Sesc Vendas Novas, em Belo Horizonte. A atividade será fechada para a imprensa, que terá apenas uma janela de 15 minutos, exigidas pela Fifa. Ele deve manter o mistério da escalação até a hora da partida.

A novidade na equipe deve ser a entrada do volante Fernandinho, que treinou como titular no lugar de Paulinho, no último treino realizado na Granja Comary nesta quinta-feira. Felipão também fez um teste na lateral direita, com Maicon no lugar de Daniel Alves na segundo tempo da atividade.

Ouça as principais músicas do Mundial:

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade