3 eventos ao vivo
Logo do Seleção Brasileira
Foto: terra

Seleção Brasileira

Problemas de Neymar contaminam Seleção Brasileira

O técnico Tite deu entrevista coletiva para confirmar a permanência do atleta no grupo que se prepara para a Copa América

3 jun 2019
13h53
atualizado às 14h30
  • separator
  • 0
  • comentários

Numa entrevista tensa e com alguma dose de constrangimento, o técnico Tite passou praticamente 50 minutos no final da manhã desta segunda (3) tendo que dar explicações sobre a permanência de Neymar no grupo que vai disputar a Copa América, a partir de 14 junho.

Foi assim que deu declarações, às vezes escorregadias, com relação às últimas polêmicas envolvendo o principal jogador da Seleção brasileira. Enquanto Tite falava com os jornalistas, policiais da Delegacia de Repressão a Crimes de Informática do Rio chegavam à Granja Comary, a fim de intimar Neymar.

Tite durante coletiva pela Seleção Brasileira
Tite durante coletiva pela Seleção Brasileira
Foto: Sergio Barzaghi / Gazeta Esportiva

Eles subiram até o alojamento dos atletas para ter um encontro com o jogador. Ao lado de Tite, numa tenda montada na concentração para as entrevistas, o coordenador Edu Gaspar anunciou a formação de uma assessoria juridica para ajudar a Seleção a lidar com questões pessoais de Neymar, notadamente às que se referem a um suposto crime de informática que ele teria cometido ao divulgar fotos pornográficas, em redes socias, de uma mulher que o acusa de estupro.

A outra pendência é exatamente sobre a denúncia da mulher, que registrou BO (boletim de ocorrência) numa delegacia de São Paulo, dizendo-se vítima de um ato de agressão sexual praticado por Neymar.

Tite respondeu a 28 perguntas na entrevista, 20 delas sobre Neymar. Na maioria das vezes, disse apenas que não poderia relatar o teor de suas conversas reservadas com o jogador e que não faria pré-julgamento de ninguém. Em outras situações, ele se esquivou em seus comentários.

Num dos momentos mais importantes do encontro com os jornalistas, Tite disse que Neymar é imprescindível para a Seleção. Em seguida, completou a frase: "Mas ninguém é insubstituível."

O técnico afirmou que "viu muito superficialmente" o vídeo no qual Neymar se defendia da acusação de estupro exibindo imagens íntimas da mulher com quem se relacionou dias atrás em Paris.

Com a polícia na Granja Comary atrás de Neymar, o bombardeio de perguntas a Tite com relação aos problemas recentes do camisa 10 e a iniciativa de Edu Gaspar, com o respaldo do Departamento Jurídico da CBF, fica mais do que evidente que o ambiente da Seleção está totalmente 'contaminado', faltando 11 dias para o início da Copa América.

A uma das indagações sobre uma eventual dispensa de Neymar, Tite disse que isso está fora de cogitação.

Fonte: Especial para Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade