0

Sem chances de sair da degola, Botafogo encara Fortaleza para iniciar recuperação

Vencer a partida deste domingo pode, no máximo, retirar a equipe alvinegra da vice-lanterna da competição

22 nov 2020
14h27
atualizado às 14h28
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Botafogo vive situação extremamente delicada no Brasileirão. A ponto de não conseguir deixar a zona de rebaixamento mesmo com vitória diante do Fortaleza, neste domingo. Com praticamente a semana inteira de treinos sob o comando de Emiliano Díaz, a meta é iniciar a recuperação na competição, a partir das 18h15, no Engenhão.

O Botafogo terá de ganhar do Fortaleza a todo custo. Não apenas pela condição atual na classificação, mas também pela sequência de pedreiras que terá após este domingo, contra os quatro primeiros colocados: Atlético-MG, Flamengo, Internacional e São Paulo.

Emiliano Díaz elogiou a técnica apurada de seus atletas, também numa maneira de motivá-los, ao longo de toda a semana de trabalhos. Não escondeu, porém, que o time tinha de ser mais intenso. Diante do Fortaleza, a expectativa é que a equipe lute por todas as bolas e mostre uma imensa entrega. A intensidade cobrada é ter disposição e fôlego durante os 90 minutos.

Díaz diagnosticou, avaliando todas as partidas do Botafogo na competição, que a equipe caiu demais de rendimento na parte final. Com razão. O time carioca empatou muito no Brasileirão, em muitos duelos cedendo o empate após os 40 minutos da etapa final.

Agora, ele espera que a equipe consiga sair na frente e saiba administrar a vantagem. Segundo pior mandante, o time soma apenas um de cada três pontos disputados no Brasileirão. O Botafogo terá de mudar as estatísticas de imediato se quiser evitar a terceira queda.

O Fortaleza tem 24 pontos, quatro a mais do que os cariocas, e é considerado adversário direto na briga contra o rebaixamento. Apesar de as autoridades pedirem para as pessoas evitarem aglomeração por causa da pandemia de covid-19, os botafoguenses estão marcando uma recepção calorosa ao time no Engenhão para "apoiar, incentivar e cobrar" os jogadores.

Díaz deve repetir a escalação que levou a virada diante do Red Bull Bragantino, na segunda-feira. Mas treinou variações ao longo da semana caso necessite mudar a formação e o esquema.

FICHA TÉCNICA:

BOTAFOGO - Diego Cavalieri; Kevin, Marcelo Benevenuto, Kanu e Victor Luís; José Welisson, Caio Alexandre, Honda, Bruno Nazário e Éber Bessa; Matheus Babi. Técnico: Emiliano Díaz (interino).

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade