PUBLICIDADE

Bucks vencem Suns e ficam perto do título da NBA

Trio formado por Giannis Antetokounmpo, Khris Middleton e Jrue Holiday brilha e deixa franquia perto de voltar a ser campeã após 50 anos

18 jul 2021 01h03
| atualizado às 09h03
ver comentários
Publicidade

A noite deste sábado foi de viradas para o Milwaukee Bucks. Jogando fora de casa, os Bucks reverteram a desvantagem inicial no jogo 5 das finais da NBA ao vencerem o Phoenix Suns por 123 a 119, na noite deste sábado, e decretaram a virada também na série que vai definir o campeão da liga americana de basquete profissional.

O atacante do Milwaukee Bucks, Giannis Antetokounmpo
O atacante do Milwaukee Bucks, Giannis Antetokounmpo
Foto: Joe Camporeale-USA TODAY Sports / Reuters

A equipe de Milwaukee agora lidera o confronto por 3 a 2, após estar perdendo por 2 a 0, e está a uma vitória do título. O triunfo deste sábado ainda marcou o primeiro de um dos finalistas fora de casa. Até então, Bucks e Suns só haviam vencido diante dos seus torcedores.

O time de Milwaukee poderá conquistar o título na companhia dos seus fãs em casa, na terça-feira. Se os Suns conseguirem também vencer fora de casa, o sétimo jogo será disputado dois dias depois, novamente em Phoenix.

Como vem acontecendo desde o início destas finais, os Bucks precisaram recuperar o prejuízo neste sábado. Os visitantes começaram atrás no placar, terminando o primeiro quarto em desvantagem de 16 pontos: 37 a 21. O time de Milwaukee "entrava" no jogo à medida que Giannis Antetokounmpo melhorava seu aproveitamento em quadra.

No segundo quarto, os Bucks anotaram quase o dobro de pontos dos anfitriões. Levando desvantagem no "1 contra 1", os Suns começaram a ter dificuldade no ataque e a vantagem dos visitantes só aumentava. Antetokounmpo terminou o duelo com 32 pontos, nove rebotes e seis assistências.

Desta vez, contou com a parceria inspirada de Khris Middleton e, principalmente, Jrue Holiday, responsável por bloquear o ataque do Suns que seria decisivo nos segundos finais do duelo. Ele obteve um "double-double" de 27 pontos e 13 assistências. Middleton contribuiu com 29 pontos.

Do outro lado, Chris Paul demorou para entrar no jogo. E, quando começou a se destacar, no quarto período, já era tarde demais. Os Suns chegaram a estar apenas um ponto atrás no placar, mas alguns erros bobos custaram o empate, que poderia levar o duelo para a prorrogação, e até mesmo a vitória.

Paul terminou o confronto com um "double-double" de 21 pontos e 11 assistências, enquanto Devin Booker brilhou com seus 40 pontos - foi o cestinha do duelo. Mas o grande desempenho de Booker, seu melhor nas finais até agora, não foi o suficiente para reverter as dificuldades dos Suns neste sábado. Com atuação mais coletiva, como de costume, os Suns ainda teve Deandre Ayton com 20 pontos e 10 rebotes; Mikal Bridges, com 13 pontos; e Jae Crowder, com 10.

Estadão
Publicidade
Publicidade