5 eventos ao vivo

Banco suíço UBS aposta em vitória da Alemanha na Copa do Mundo

17 mai 2018
12h24
atualizado às 12h49
  • separator
  • comentários

A cada quatro anos, economistas dedicam seu talento para fazer previsões sobre as finanças globais ao tópico da Copa do Mundo. Será que a Islândia ou o Panamá erguerá o troféu neste ano, ou quem sabe a anfitriã Rússia?

Os especialistas do banco suíço UBS fizeram uma escolha mais previsível nesta quinta-feira: a Alemanha.

O UBS vê uma probabilidade de 24 por cento de a campeã mundial de 2014 voltar a vencer na final de 15 de julho, e Brasil e Espanha como as outras seleções com mais chance de sucesso -19,8 por cento e 16,1 por cento, respectivamente.

"Alemanha e Brasil terão uma estreia fácil, e a Espanha terá que entrar com força se quiser derrotar Portugal, o atual campeão europeu, em seu jogo de abertura", disse Michael Bolliger, gerente de alocação de ativos de mercados emergentes em um relatório que usou ferramentas de previsões econométricas.

"Dali em diante ficará mais duro para Espanha e Brasil, que possivelmente enfrentarão Argentina e Inglaterra, respectivamente, nas quartas de final", previu Bolliger.

A Rússia, por sua vez, deve chegar às oitavas e depois perder para Espanha ou Portugal.

Quanto a Islândia e Panamá: 0,2 por cento e zero por cento de chance, respectivamente.

As previsões do maior gerenciador de riquezas do mundo se basearam em um modelo estatístico que usou os resultados dos últimos cinco Mundiais e computou fatores como força do time e sucesso na fase eliminatória.

O UBS disse que Inglaterra, França, Bélgica e Argentina ainda podem causar surpresas na Copa do Mundo.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade