PUBLICIDADE

WEC: Mick Schumacher será piloto da Alpine para 2024

33 anos depois, o sobrenome Schumacher volta aos protótipos: Alpine anuncia Mick e restante dos pilotos para o WEC 2024

22 nov 2023 - 08h58
Compartilhar
Exibir comentários
Os pilotos que conduzirão o A424 na temporada 2024 do FIA WEC
Os pilotos que conduzirão o A424 na temporada 2024 do FIA WEC
Foto: Alpine Racing / Divulgação

Aos poucos, o cenário do FIA WEC 2024 vem se desenhando. Embora o anúncio oficial dos times aprovados pelo FIA/ACO virá no próximo dia 27, os times vão anunciando seus pilotos. Nesta quarta (22), a Alpine anunciou o nome daqueles que conduzirão os dois A424 na classe Hypercar.

Os franceses optaram por uma renovação parcial em relação ao grupo usado esta temporada: Foram mantidos Mattieu Vauxiviere e Charles Milesi, além de Nicolas Lapierre (responsável por boa parte dos testes de desenvolvimento do A424). Mas vieram Ferdinand Habsburg (que venceu Le Mans na LMP2 em 2021 e andou pela WRT esta temporada na LMP2), Paul-Loup Chatin (campeão da ELMS em 2019 e vencedor da LMP2 do IMSA 2023 e Mick Schumacher.

Chatin e Vaxiviere: dois franceses no time gaulês para 2024
Chatin e Vaxiviere: dois franceses no time gaulês para 2024
Foto: Alpine Racing / Divulgação

O jovem alemão testou o Alpine A424 em Jerez e deixou boa impressão. Sua opção inicial era uma vaga na F1, onde andou pela Haas em 2021 e 2022. Após ter chamado mais a atenção pelos acidentes do que pelo desempenho, Mick foi ser reserva da Mercedes este ano e teve o apoio de Toto Wolff para conseguir uma nova vaga. Tanto que, quase que ao mesmo tempo, a Mercedes anunciou que Mick segue como piloto reserva do time para a temporada 2024.

É o caminho inverso que o pai fez. Temos que lembrar que Michael Schumacher primeiro foi para o Grupo C pela Sauber/Mercedes em 1990 para depois ir para a F1 em 1991 pela Jordan em Spa. O resto é história. Não deixa de ser um feito histórico e a tentativa do filho cumprir o caminho do pai. Mas a escolha não deixa de ter interesses de marketing: o mercado alemão é um dos principais da Alpine.

Infelizmente, o anuncio marca a saída oficial de André Negrão da Alpine. Após 6 anos, um título na classe LMP2 no FIA WEC na temporada 18/19 e duas vitórias na 24 Horas de Le Mans na classe LMP2, o brasileiro se despede. Ele chegou a testar o A424 em Jerez, mas houve o acordo de não seguir. A ver agora o destino de Negrão, já que temos várias equipes que precisam de bons nomes.

A preparação para 2024 segue e apresentação é marcada

Enquanto isso, a Alpine segue sua preparação. Após seu primeiro treino de longa duração na semana passada em Aragón, onde apareceram diversos problemas naturais de um carro novo, os franceses voltarão à Portimão (Portugal) em dezembro para testar mais. Além disso, aproveitou para confirmar que apresentará os trios definitivos e a pintura final do A424 em 7 de fevereiro.

Alpine A424 durante testes de longa duração em Aragón
Alpine A424 durante testes de longa duração em Aragón
Foto: Alpine
Parabólica
Compartilhar
Publicidade
Publicidade