0

Frijns diz que saídas de Audi e BMW colocam dúvidas em outras montadoras da Fórmula E

As saídas de Audi e BMW no fim da temporada 2021 da Fórmula E podem mudar os rumos da categoria. E Robin Frijns mostra preocupação com a situação financeira das equipes da categoria de carros elétricos

22 fev 2021
08h51
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Robin Frijns está preocupado com o futuro da Fórmula E
Robin Frijns está preocupado com o futuro da Fórmula E
Foto: Fórmula E / Grande Prêmio

A nova temporada da Fórmula E começa na próxima semana com o eP de Diriyah, na Arábia Saudita, mas o futuro da categoria é o grande assunto após Audi e BMW anunciarem saída no fim do campeonato que se aproxima. Com a mudança e planos das montadoras, os pilotos começam a se preocupar, como Robin Frijns.

Piloto da Virgin, que usa unidades de potência da Audi, Frijns se vê com o futuro indefinido na categoria após o anúncio de saída da Audi e admite considerar partida para outras categorias no esporte a motor.

"Com o anúncio das saídas de Audi e BMW, outras montadoras podem se questionar se a Fórmula E ainda é a categoria certa. O coronavírus claramente não ajuda, mas eu acho que foi um facilitador para as partidas", afirmou Frijns ao De Telegraaf.

Frijns corre pela Virgin, que conta com apoio da Audi em 2021 (Foto: Fórmula E)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

"Muitas montadoras estão em um ano de pausa no momento. Estão observando onde o mundo e a economia vão chegar. Logo, os próximos anos serão importantes para a Fórmula E", completou.

O holandês ainda comentou sobre a possibilidade de equipes da Fórmula 1 migrarem para a categoria de carros elétricos. Em janeiro deste ano, a McLaren assinou uma carta de intenção para a criação de uma equipe na Fórmula E e a Mercedes já está presente nos dois campeonatos.

"A Mercedes já está participando há dois anos e a McLaren possui a intenção de entrar. Quando mais montadores, mais interesse", disse Frijns.

"Muitas pessoas estão acostumadas com motores V8 ou V10, então entendo não gostarem de carros elétricos. Entretanto, é verdade que pessoas mais jovens vejam isso como normal em dez anos", finalizou.

A Fórmula E, que chega na próxima semana, tem novidade no Brasil. A TV Cultura confirmou o acordo para transmitir o campeonato de 2021, tirando a categoria do FOX Sports pela primeira vez desde 2014 - ano que a FE passou a ser disputada.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:

Veja também:

Os segredos da Red Bull para bater a Mercedes
Grande Prêmio
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade