PUBLICIDADE

Sainz se diz orgulhoso e elege GP da Rússia como "melhor fim de semana pela Ferrari"

Carlos Sainz liderou corrida, foi ao pódio e celebrou o terceiro lugar no GP da Rússia no "melhor fim de semana" que teve pela Ferrari até agora

27 set 2021 12h47
ver comentários
Publicidade
Carlos Sainz chegou até a liderar o GP da Rússia
Carlos Sainz chegou até a liderar o GP da Rússia
Foto: Scuderia Ferrari / Grande Prêmio

Carlos Sainz não escondeu a satisfação em ter conquistado o terceiro lugar no GP da Rússia do último domingo (26). Após largar em segundo, chegou a liderar a prova depois de passar Lando Norris nos primeiros metros, mas depois chegou a perder posições importantes após o primeiro pit-stop, voltou a andar em terceiro e, quando a chuva apertou, teve de voltar aos boxes para fazer outra parada e colocar pneus intermediários. Com boa estratégia, Sainz marcou seu terceiro pódio neste ano que marca sua estreia pela Ferrari na Fórmula 1. A jornada em Sóchi foi considerada pelo madrilenho como a melhor como piloto da escuderia de Maranello.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

O piloto espanhol não escondeu a satisfação com a conquista de mais um troféu em 2021. "Acho que conseguimos um fim de semana muito sólido, desde os treinos, especialmente no Q3. Tivemos uma boa largada e um bom ritmo para manter a ponta em condições desfavoráveis", salientou o dono do carro #55 em entrevista coletiva logo após a disputa em Sóchi.

"Não vou mentir, estou orgulhoso do fim de semana. Acho ainda que a equipe fez ótimos trabalhos no momento dos pit-stops. Ontem [na classificação], ao calçar os macios na hora certa, e hoje [na corrida], a mesma coisa com os intermediários. De modo geral, acho que foi meu melhor fim de semana pela Ferrari", destacou.

Carlos Sainz destacou sua melhor performance pela Ferrari em 2021
Carlos Sainz destacou sua melhor performance pela Ferrari em 2021
Foto: Scuderia Ferrari / Grande Prêmio

"Depois de liderar a corrida, você fica confiante, no mínimo, para brigar pelo pódio. Não sabia exatamente onde estavam os outros carros. Sabia já tinha cumprido o pit-stop e que não levaria um 'overcut' de ninguém. Meu ritmo estava decente. Nossas simulações sugeriram que todos iam colocar os pneus médios no final. Dessa forma, seríamos presas fáceis para eles e terminaríamos na quinta posição", afirmou.

"Precisamos continuar trabalhando como equipe para garantir que, na próxima vez que liderar uma corrida, consiga vencê-la. Para não sofrermos como sofremos com desgaste, deixando de ser tão vulneráveis nas retas. Vamos garantir que isso aconteça uma próxima vez", complementou.

O terceiro lugar logrado em Sóchi foi de grande valia para o espanhol, que se encontra na sexta posição do Mundial de Pilotos, com 112,5 pontos, 8,.5 a mais que Charles Leclerc, companheiro de Ferrari, que terminou a corrida na Rússia na 15ª posição e viveu situação inversa a de Sainz, já que a estratégia adotada pela equipe para o monegasco no fim com o pit-stop para pneus intermediários não deu certo.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade