PUBLICIDADE

Mais dinheiro na F1: Aston Martin anuncia acordo com fundo

Equipe anuncia que terá investimento de fundo americano com experiência em esportes. Mais um lance na enxurrada de dinheiro na F1

16 nov 2023 - 14h10
Compartilhar
Exibir comentários
Alonso e Stroll em Interlagos: Aston Martin recebe apoio de investidor
Alonso e Stroll em Interlagos: Aston Martin recebe apoio de investidor
Foto: Aston Martin F1 Team / X

Lawrence Stroll não dá ponto sem nó. O bilionário canadense mostra porque chegou aonde está e nesta quinta (16) deu mais uma demonstração de força: a equipe Aston Martin anunciou a entrada do fundo norte-americano Arctos Partners.

Neste momento não foi anunciada a extensão da participação do fundo, que hoje atua em basquete (Golden State Warriors, Sacramento Kings, Utah Jazz), basebol e futebol (Atalanta e Liverpool). No automobilismo, o grupo tem participações na Joe Gibbs e na RFK, ambas na NASCAR. Basicamente, são US$ 6,6 bilhões em ativos esportivos (estimativas do início deste ano).

O fato é que para Lawrence Stroll o investimento vem em boa hora: em um momento em que a nova sede do time vai ficando operacional e os pagamentos referentes aos investimentos feitos tem que começar a ser feitos (foram cerca de US$ 200 milhões para serem pagos em 5 anos). Além da melhoria do desempenho em pista, que significará um prêmio em dinheiro maior do que nos anos anteriores.

É mais uma prova de que a F1 está em alta e as equipes estão querendo surfar esta onda. Em um momento em que a categoria bate recordes de arrecadação e os times conseguem atrair parceiros, o anúncio de hoje dá todo sentido à fala de Lawrence Stroll de semanas atrás de que “não eram necessárias novas equipes na F1”.

Talvez o efeito “Andretti” possa ter ajudado na conclusão deste processo (para que não houvesse uma desvalorização do produto), bem como a melhoria das vendas da Aston Martin montadora. O fato é que este movimento deixa no ar uma dúvida se Stroll estaria pensando em um movimento de saída da F1, embora a equipe seja um projeto pessoal seu. Todo caso, em seu site, a Arctos deixa claro que é investidora sem buscar uma posição de controladora...

Como até dito antes, caso saísse agora, Stroll conseguiria um belo lucro, já que gastou cerca de US$ 180 milhões para adquirir a Force India em 2018.Diante das últimas movimentações do mercado, não seria difícil imaginar que a Aston Martin hoje estivesse avaliada entre US$ 800 milhões e US$ 1 bilhão.

A ver os próximos passos tanto de Stroll como da F1...

Parabólica
Compartilhar
Publicidade
Publicidade