PUBLICIDADE

Hamilton explica ausência na manifestação antirracista em Monza: "Atrasei"

Lewis Hamilton contou que uma confusão em relação ao tempo e a distância da garagem ao grid o fez perder a manifestação antirracista dos pilotos antes do GP da Itália

7 set 2020 12h31
| atualizado às 12h37
ver comentários
Publicidade
Hamilton e Vettel perderam o protesto antirracista
Hamilton e Vettel perderam o protesto antirracista
Foto: AFP / Grande Prêmio

O protesto antirracista da Fórmula 1, realizado antes das corridas, teve ausências importantes no GP da Itália, disputado no último domingo (7). Lewis Hamilton, único piloto preto do grid, e Sebastian Vettel não foram vistos na manifestação que aconteceu minutos antes da prova em Monza.

Voz ativa contra o racismo e idealizador da demonstração, Hamilton explicou que uma confusão em relação ao tempo o fez perder o momento de se manifestar antes da prova.

"Foi coisa de tempo. Minha garagem era a mais distante, peguei a scooter e me atrasei. Achei que sairia para voltar a tempo, geralmente sou orientado sobre quando devo sair", disse o hexacampeão ao site da revista Autosport.

O hexacampeão Hamilton parabeniza Gasly e Sainz pelo pódio em Monza
O hexacampeão Hamilton parabeniza Gasly e Sainz pelo pódio em Monza
Foto: Mercedes / Grande Prêmio

"Eu saí quando me disseram para deixar a garagem, mas na hora que voltei, todo mundo já tinha se ajoelhado. Eu perdi, mas não é o fim do mundo. Pude ver que o meu time continuou ajoelhando, o que é ótimo. Vamos tentar lidar com o tempo melhor na próxima vez", continuou.

A Fórmula 1 adicionou 10 minutos ao tempo do pré-corrida, a partir do GP da Inglaterra, para as manifestações antirracistas dos pilotos. A medida veio após críticas de pilotos, incluindo Hamilton, pedindo melhor organização. Como nas oportunidades anteriores, Max Verstappen, Charles Leclerc, Carlos Sainz, Kimi Räikkönen, Antonio Giovinazzi, Daniil Kvyat e Kevin Magnussen seguiram de pé e não ajoelharam.

Líder do Mundial, Lewis Hamilton foi o sétimo colocado no GP da Itália. O piloto liderou a primeira metade da corrida, mas recebeu uma punição por entrar no pit-lane quando estava fechado e caiu para o último lugar, de onde iniciou a recuperação nas voltas finais.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade