3 eventos ao vivo

Fórmula 1 fecha acordo para ingressar no mercado de apostas

19 set 2018
09h49
  • separator
  • comentários

Praticamente inerente ao mundo dos esportes, o universo das apostas chegou de uma vez por todas à Fórmula 1. Como parte da estratégia de tornar a categoria máxima do automobilismo o mais atraente possível para os fãs, a diretoria da competição anunciou nesta quarta-feira um acordo com o Interregional Sports Group, na casa dos R$ 412 milhões por cinco anos, para produzir um sistema articulado de dados a fim de ofertar apostas da F1.

Inserida em um mercado que atrai grande cifras e muitos fãs, a Fórmula 1 irá trabalhar com Sportradar, que possui parceria com muitos dos principais detentores de direitos esportivos do mundo, como Fifa, Uefa e NBA, por exemplo. O acordo prevê que através de eficiente sistema de detecção de fraudes, a empresa combata a manipulação e corrupção de resultados.

Parte importante do acordo, Sean Bratches, diretor comercial da Fórmula 1, revelou que o objetivo do acordo e da inserção no mercado de apostas é aproveitar os dados que são possíveis levantar dos carros, do desempenho e dos GPs, além de proporcionar um maior engajamento dos fãs com a categoria.

"A Sportradar é a líder mundial em distribuição de dados. Dados e parcerias patrocinadas como essa são comuns na maior parte dos esportes e esse é o nosso último passo na missão em tornar a Fórmula 1 o esporte líder em experiência de entretenimento. Esse acordo permite desenvolver uma nova e animadora maneira para os fãs da Fórmula 1 ao redor do mundo se engajar com o melhor espetáculo do automobilismo", disse Bratches.

E as primeiras opiniões quanto a novidade foram dadas assim que o acordo foi anunciado. Simon Vumbaca, CEO da Pitstop Betting, companhia de apostas esportivas do Reino Unido, ressaltou a importância do acordo e o impacto da notícia "esperada há muito tempo".

"Isso abriu a porta para o mercado de apostas de automobilismo crescer. Certamente achamos que a competição é sempre bem-vinda e nós estamos dando continuidade ao nosso plano de desenvolvimento de dois anos para cobrir 10, 15 ou mais categorias", afirmou Vumbaca.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade