2 eventos ao vivo

Rio Motorsports vence concorrência e construirá autódromo no Rio; MPF entra com pedido de suspensão

21 mai 2019
19h14
  • separator
  • 0
  • comentários

Empresa americana foi a única a apresentar proposta e fica com concessão de terreno de Deodoro por 35 anos; mas o MPF entrou com ação civil pública para suspender a licitação

Rio Motorsports vence concorrência e construirá autódromo no Rio; MPF entra com pedido de suspensão
Rio Motorsports vence concorrência e construirá autódromo no Rio; MPF entra com pedido de suspensão
Foto: Divulgação / F1Mania

O Rio Motorsports foi o vencedor do edital de concorrência para construção do novo autódromo do Rio de Janeiro em Deodoro, que se chamará Rio MotorPark. Liderado pela empresa americana que dá nome do consórcio, o grupo fica com a concessão do terreno na zona oeste pelos próximos 35 anos e terá a responsabilidade de edificar uma pista com capacidade técnica para receber as principais provas do automobilismo mundial, entre elas a Fórmula 1 e a MotoGP.

Além de parque esportivo, o modelo econômico prevê parcerias com empresas do setor de Combustíveis e Lubrificantes de alta perfomance para desenvolvimento e aprimoramento de produtos. Da mesma forma, o empreendimento contará com espaços voltados para a indústria automobilísticas na realização de testes de automóveis e aperfeiçoamento de peças e outros componentes.

“A conquista de hoje é a contemplação de um trabalho que teve início há mais de 4 anos. Juntamos o que há de melhor no mundo em termos de capacidade técnica para garantir ao Rio de Janeiro um autódromo com o que há de mais moderno no esporte a motor em todo o planeta" garantiu o CEO da empresa, JR Pereira.

O plano apresentado contou com a participação de empresas renomadas no universo esportivo. O projeto de engenharia e arquitetura ficou à cargo do Tilke Engineers & Architects, do alemão Hermann Tilke, responsável pelo Circuito de Sepang, na Malásia, Circuito das Américas, nos Estados Unidos, Xangai, na China, Sochi, na Rússia, dentre outros. A concepção de traçado e segurança foi desenhado em coordenação com a MotoGP e Fórmula 1

"A proposta que trouxemos para o Rio busca apresentar um desenho de uma pista moderna, dinâmica e cheia de emoção. Ao mesmo tempo, pensamos em um espaço com uma multidisciplinaridade que permita uma gama bastante ampla de utilização em outros esportes, atendendo toda comunidade da região", explicou Tilke.

A construção do empreendimento será efetuada pela construtora espanhola Acciona. A alemã Sporttotal, experiente na operação de autódromos, como o de Nurburgring, e a brasileira Golden Goal, especializada em gestão e marketing esportivo, também integram o consórcio vencedor na concorrência.

"Esse equipamento será um divisor de águas para o Rio de Janeiro. O potencial de retorno para a população em termos de receita, emprego e desenvolvimento é gigante. Após Copa e Olimpíadas, esse é a principal conquista esportiva do município", ressaltou Carlos Eduardo Ferreira, CEO da Golden Goal.

O autódromo, que terá capacidade de 80 mil lugares fixos, podendo ultrapassar 135 mil com estruturas provisórias, contará com uma pista de 4,5 km de extensão. Está prevista uma estrutura com 36 boxes, paddock com para 5 mil VIP's e centro de imprensa para mais de 400 jornalistas. O tempo de construção previsto gira em torno de 16, 17 meses, que poderá ser reduzido em um cenário otimista.

O novo autódromo do município será construído em área doada pelo Exército, em Deodoro, na Zona Oeste. Integrantes da Comissão de Licitação do governo municipal receberam a proposta na manhã da segunda-feira (20) e analisaram os quatro envelopes apresentados pela empresa (Garantia de Proposta; Habilitação Jurídica; Proposta Técnica e Proposta Econômica).

Carla Julião, presidente da Comissão de Licitação do autódromo, ressaltou que foi iniciado o estudo da documentação da habilitação jurídica apresentada pela Rio Motorsports.

"A comissão empenhou esforços para analisar tudo hoje. Para a assinatura do contrato efetivamente, ainda haverá outras etapas, como a que envolve licenças e lei autorizativa", afirmou Carla.

O complexo está orçado em R$ 697 milhões, com recursos apenas da iniciativa privada. No dia 8 de maio, Crivella, o governador do Rio, Wilson Witzel, e o presidente Jair Bolsonaro, assinaram um termo de cooperação para a nova pista de corridas de carros e motos. Desde 1990, as provas de F1 no Brasil são realizadas em São Paulo.  O Autódromo de Jacarepaguá realizou dez grandes prêmios, até ser desativado em 1989. Em 2016, o antigo autódromo deu lugar ao Parque Olímpico dos Jogos Rio 2016.

MPF entra com ação para suspender a licitação

Ainda na segunda-feira (20) o MPF moveu uma ação civil pública (ACP), com pedido de liminar, para que o Município do Rio de Janeiro suspensa a licitação do novo autódromo da cidade. No pedido, o MPF requer a suspensão do processo até que seja apresentado e aprovado o Estudo Prévio de Impacto Ambiental (EIA/RIMA) pelo órgão ambiental licenciador, e seja expedida licença prévia atestando a viabilidade ambiente do empreendimento Novo Autódromo do Rio de Janeiro, no local conhecido como Floresta do Camboatá, em Deodoro.

"A construção do autódromo na floresta de Camboatá, em Deodoro, é dada como certa pelo Poder Público nas três esferas de governo, ainda que não tenha sido elaborado Estudo de Impacto Ambiental para verificar a viabilidade do empreendimento e as alternativas locacionais", destaca o procurador da República Renato Machado.

Na ação, o MPF aponta duas áreas próximas a floresta de Camboatá, onde seria possível conciliar a construção do Autódromo e a preservação ambiental.

"Os terrenos também pertencem ao Exército Brasileiro e poderiam ser cedidos pela União ao município para a construção do Autódromo, nos mesmos termos propostos para a Floresta de Camboatá. Ademais, a criação da Unidade de Conservação Municipal Floresta de Camboatá poderia ser uma das medidas compensatórias a serem implementadas pelos empreendedores", argumenta.

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube – WILSINHO FITTIPALDI e seu “ADEUS” para NIKI LAUDA:

STOCK CAR 2019 | Goiânia | MELHORES MOMENTOS (4ª e 5ª etapa):

ePRIX DE MÔNACO | Melhores Momentos | FÓRMULA E 2018/19 – 9ª etapa:

O QUE APRENDEMOS COM O ePRIX DE MÔNACO 2018/19?

Lucas di Grassi comenta o ePrix de Mônaco 2019 – Fórmula E:

GP DO BRASIL 2020 será realizado no RIO DE JANEIRO, diz JAIR BOLSONARO:

Vídeo mostra o traçado do novo AUTÓDROMO de DEODORO no RIO DE JANEIRO

ePRIX DE PARIS | Melhores Momentos | FÓRMULA E 2018/19 – 8ª etapa:

FÉRIAS F1MANIA | Pilotamos uma FERRARI 488 GTB no SPEEDVEGAS:


F1Mania
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade