PUBLICIDADE

Di Grassi afirma que se aposenta caso não encontre vaga na Fórmula E: "Não tem Plano B"

Lucas Di Grassi está livre no mercado após a decisão da Audi de deixar a Fórmula E. Às vésperas de completar 37 anos, o piloto negocia com equipes e afirma que só leva a carreira adiante se encontrar uma oportunidade de seguir altamente competitivo

18 jun 2021 04h17
| atualizado às 05h26
ver comentários
Publicidade
Lucas Di Grassi vive momento decisivo da carreira
Lucas Di Grassi vive momento decisivo da carreira
Foto: FIA Fórmula E / Grande Prêmio

2021 se tornou um ano fundamental para Lucas Di Grassi. O brasileiro precisa definir o futuro, incerto desde o anúncio da saída da Audi da Fórmula E. O momento é de negociar com outras equipes, mas já com uma ideia clara em mente: caso não surja uma oportunidade de seguir competindo em alto nível no certame elétrico, Di Grassi vai se aposentar.

A lógica de Di Grassi, que completa 37 anos em agosto, é que não faz sentido reinventar a carreira em outra categoria. Além disso, não há interesse em apenas fazer número no grid da Fórmula E.

"O objetivo é continuar na Fórmula E", disse Di Grassi, perguntado pelo GRANDE PRÊMIO em entrevista coletiva. "É meu objetivo principal. Estou conversando com algumas equipes, mas não assinei nada e não tenho nada definido. É bem claro para mim. Ou eu vou estar numa posição que me motiva, numa equipe em condições de vencer provas, disputar corridas, ou eu não vou continuar correndo", seguiu.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

O que o futuro reserva para Lucas Di Grassi?
O que o futuro reserva para Lucas Di Grassi?
Foto: Fórmula E / Grande Prêmio

"Ou eu paro, ou eu fico na Fórmula E. Acho que não tem outra, não tem Plano B. Gosto da Fórmula E, gosto de estar aqui. Esse é o caminho para mim. Fui de Fórmula 1 com motor à combustão para Le Mans com motor híbrido e para a Fórmula E com motor elétrico. Quero ficar o maior tempo possível me divertindo e disputando corridas, e me aposentar na Fórmula E. Esse é meu plano de médio prazo", seguiu.

Di Grassi encontrou um porto seguro na Fórmula E através da Audi, equipe que defende desde a temporada inaugural, 2014/15. Foi com a escuderia alemã que Lucas alcançou o título em 2016/17, o maior feito da carreira. Só que a determinação da montadora de rever estratégias no esporte a motor significa a necessidade de distribuir currículo pelo paddock.

A boa notícia para Di Grassi é que a 'silly season' da Fórmula E ainda está em fase incipiente, sem pilotos confirmados para 2021/22. Ou seja, há oportunidades de sobra para negociar a permanência no grid e dar sequência à carreira.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade