6 eventos ao vivo

Confira os benefícios do consumo de cerveja para corredores

19 out 2012
07h53
atualizado às 07h55

A fama da cerveja nunca foi das melhores quando o assunto é saúde. Isso porque ela sempre esteve associada a ambientes boêmios, excessos e sobrepeso, o que seria o oposto de uma vida saudável e equilibrada. Essa imagem de vilã, porém, não é justa se analisarmos todas as propriedades nutritivas que a bebida possui. Qualidades essas que são muito benéficas à saúde, inclusive para corredores.

A cerveja é rica em antioxidantes, vitaminas, minerais, água e até mesmo fibras, nutrientes que são muito benéficos à saúde, inclusive para corredores
A cerveja é rica em antioxidantes, vitaminas, minerais, água e até mesmo fibras, nutrientes que são muito benéficos à saúde, inclusive para corredores
Foto: shutterstock / Terra



Nutricionista especializada em fisiologia do exercício pela Universidade Federal São Paulo e em nutrição esportiva pelas Faculdades Integradas de Santo André, Vanessa Grigoleto Pimentel explica que a cerveja é rica em antioxidantes, vitaminas, minerais, água e até mesmo fibras, provenientes dos cereais utilizados em sua produção, de modo que ela pode sim fazer parte de uma dieta saudável. "Estudos científicos comprovam que a cerveja faz bem à saúde. Porém deve haver moderação. Assim como outros alimentos que também fazem bem ao nosso organismo, o consumo em excesso pode ser prejudicial", salienta Vanessa, dizendo que o recomendado são dois copos da bebida por dia.



Dessa forma, a cerveja pode ser incluída diariamente na alimentação, em uma dieta balanceada, proporcionando diversos benefícios à saúde. Para os corredores, a nutricionista inclusive sugere o consumo da bebida na noite anterior à prova e também após a mesma. "Na noite anterior, ela é ideal para ajudar a relaxar, por conta do álcool, e por ser rica em vitaminas do complexo B, que são essenciais para a contração muscular, e em carboidratos, que proporcionam aumento do glicogênio muscular. Após a prova, ela ajuda na hidratação, na reposição dos minerais perdidos durante o exercício e na recuperação do glicogênio muscular", afirma, lembrando que a ingestão deve ser moderada. "300ml da bebida já são suficientes para obter esses benefícios", comenta.



A sugestão também vale para o pós-treino. Já a cerveja antes do exercício só é indicada se for consumida na noite anterior, no caso de o treino ser realizado pela manhã. Isso porque o álcool, quando ingerido no mesmo dia, pode afetar o desempenho na corrida.



Sobre a crença popular de que "cerveja dá barriga", a nutricionista esclarece que a bebida possui baixo valor calórico quando comparada a outras bebidas, até mesmo não alcoólicas. "Um copo de 200 ml tem aproximadamente 82 Kcal, o mesmo fornecido pela ingestão de um iogurte light e menos da metade das calorias fornecidas por um copo de suco de laranja", observa.



Segundo ela, não existem evidências científicas que de fato comprovem que a cerveja teria influência no ganho de peso ou acúmulo de gordura abdominal. "A questão é que boa parte dos grandes consumidores de cerveja, além de excederem na quantidade, não costumam cultivar um estilo de vida saudável. Basta observar os alimentos que na maioria das vezes acompanham a cervejinha. São sempre calóricos e ricos em gordura, como amendoim, pastel, churrasco, bolinhos fritos. Sem falar na sede que esses alimentos causam, o que leva a um consumo ainda maior da cerveja, ultrapassando a dose recomendada", conclui.



Roda Livre
Especial para o Terra
Fonte: Terra
publicidade