PUBLICIDADE
Logo do

Athletico Paranaense

Meu time

Cascavel surpreende o Athletico e vai à final do Paranaense

Clube do interior do estado chegou para disputar a semifinal bastante desfalcado e saiu atrás no marcador, mas virou placar e foi à decisão

8 set 2021 17h22
| atualizado às 18h14
ver comentários
Publicidade

Em meio a cenário devastado de inúmeros desfalques, sendo alguns deles por terem contraído a covid-19, o Cascavel obteve uma classificação digna de ficar na história ao bater o Athletico por 2 a 1, em casa, no confronto de volta da semifinal do Campeonato Paranaense nesta quarta-feira. No jogo de ida, há uma semana, na Arena da Baixada, em Curitiba, as equipes haviam empatado por 1 a 1.

Jogadores do Cascavel comemoram gol na vitória de virada sobre o Athletico-PR
Jogadores do Cascavel comemoram gol na vitória de virada sobre o Athletico-PR
Foto: Reprodução/Facebook/@fccascavel

Agora, o clube do interior do Paraná vai jogar a decisão estadual diante do Londrina, que eliminou o Operário no outro mata-mata que valeu vaga na luta pelo título.

Aos cinco minutos de partida, o Athletico teve espaço e tempo para armar uma jogada ofensiva com Renato Kayzer e Nikão invertendo os papeis mais habituais de meio-campista e atacante. Enquanto Kayzer roubou a bola, avançou e tocou nos pés do camisa 11, o jogador bastante identificado com o Athletico ajeitou e bateu no extremo canto esquerdo, longe do alcance do goleiro Ricardo Ernesto.

A partida foi ganhando contornos de tensão ao longo do tempo em um panorama que, naturalmente, acabou afetando o ritmo da partida, que se desenrolava com poucas oportunidades claras de marcar. Enquanto o time do interior chegou com mais perigo somente na jogada do lado direito com Carlinhos invadindo a área e batendo para defesa de Anderson junto a trave esquerda, o Athletico chegou com Jader deixando pra trás a marcação e tocou pra Renato Kayzer, sem goleiro e só com um zagueiro a sua frente, que pegou mal na bola e perdeu chance incrível de ampliar a dianteira no placar.

Se o time visitante se valeu de um gol rápido para pular na dianteira, a equiparação do marcador em Cascavel veio também nos primeiros minutos do tempo complementar por parte da Serpente. Logo na primeira subida dos anfitriões, a velocidade de Willyan Soto foi bem explorada na lateral direita da grande área, onde ele cruzou e achou Rogério sozinho, no meio da área, que deu um peixinho para estufar as redes de Anderson. 1 a 1 e disputa indo para as penalidades.

O Athletico assumiu a responsabilidade de ser mais atuante no plano ofensivo em busca de retomar a liderança no placar e chegou com muito perigo na batida de Jader que raspou a trave esquerda de Ricardo Ernesto. Todavia, seguindo à risca sua estratégia de marcar forte e buscar o aproveitamento das prováveis poucas chances que apareceriam, a batida de escanteio executada por Willyan Soto, Léo Itaperuna tocou antes da chegada de Anderson e fez o segundo do Cascavel.

Como era de se esperar, o Athletico se valeu da chance de fazer as cinco substituições para oxigenar o time e partiu com todas as forças para o ataque enquanto, do lado oposto, a ideia era trazer o confronto para o ritmo mais cadenciado possível para não ter de sofrer mais do que o necessário no sistema defensivo.

Desta forma, a equipe dirigida por José Luis Fonseca superou todas as dificuldades pré e durante a partida (contou apenas com três jogadores no banco de reservas) para conseguir uma heroica classificação, que foi sacramentada no apito final de Leonardo Ferreira Lima.

FICHA TÉCNICA

CASCAVEL 2 x 1 ATHLETICO-PR

Local: Estádio Olímpico Regional, em Cascavel (PR).

Data e hora: 08/09/2021 - 15h20 (de Brasília).

Árbitro: Leonardo Ferreira Lima.

Assistentes: Bruno Boschilia e Zacarias Chumlhak.

Cartões amarelos: José Luiz Fonseca, Willian Gomes (Cascavel); Richard, Jader, Pedro Henrique (Athletico-PR).

Gols: Nikão (5'/1°T) (0-1); Willyan Soto (2'/2°T) (1-1) e Léo Itaperuna (18'/2°T) (2-1).

CASCAVEL - Ricardo Ernesto; Carlinhos, Lucas Oliveira, Giaretta, William Gomes e Wilian Simões; Willyan Soto (Duda, aos 22'/2°T) e Gama; Henrique, Léo Itaperuna (Guima, aos 48'/2°T) e Rogério (Douglas Netto, aos 36'/2°T). Técnico: José Luiz Fonseca.

ATHLETICO-PR - Anderson; Marcinho, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Márcio Azevedo (Nícolas, aos 22'/2°T); Richard (Erick, aos 30'/2°T), Juninho, Jadson (Carlos Eduardo, aos 26'/2°T) e Nikão; Renato Kayzer (Vinicius Mingotti, aos 23'/2°T) e Jader (Jaderson, aos 23'/2°T). Técnico: António Oliveira.

Lance!
Publicidade
Publicidade