1 evento ao vivo

Classificação sofrida causa incômodo no Atlético-MG: 'Não precisava ser tanto'

Mineiros chegaram a abrir vantagem de 3 a 0 diante do Danubio, mas levou dois gols

13 fev 2019
09h49
atualizado às 09h49
  • separator
  • comentários

Os jogos emocionantes para o Atlético Mineiro na edição de 2019 da Copa Libertadores começaram cedo. Na noite de terça-feira, o time chegou a abrir vantagem de 3 a 0 diante do Danubio, mas levou dois gols e esteve a um de ser eliminado logo na segunda fase preliminar da competição pelo clube uruguaio. Após o sofrido 3 a 2 no Independência, o técnico Levir Culpi apontou a imprevisibilidade como característica da competição, mas admitiu que a sua equipe não precisava correr tantos riscos.

"É taquicardia certa. Isso é Libertadores, o Atlético funciona mais ou menos assim. O jogo foi, realmente, emocionante. Tivemos um início fulminante, um meio ruim, o time não encaixava, e um final emocionante porque, se tomássemos um gol, acabava, perdíamos a classificação, e tivemos duas ou três chances para matar também. Então, ficou emocionante, como são os jogos da Libertadores, mas não precisava ser tanto", comentou o treinador.

Levir reconheceu que o Atlético-MG pode ter se desconcentrado após abrir 3 a 0 durante o primeiro tempo diante do Danubio, um resultado que deixou a equipe próxima da classificação, já que o duelo de ida havia terminado com empate por 2 a 2. Mas também avaliou que o seu time não chegou a perder o controle da partida, lembrando que o time uruguaio teve poucas oportunidades para empatar o jogo.

"Não que eles tenham criado ótimas chances para marcar, a defesa até reagiu bem, mas demoramos a matar o jogo. Não sei o 3 a 0 inicial passou uma tranquilidade que não deveríamos ter, talvez. Tentamos as substituições principalmente pelos cartões, estávamos na iminência de ter jogadores expulsos também. Não houve, assim, um domínio, com muitas chances do adversário. Na verdade, o jogo ficou emocionante justamente porque, com mais um gol, estaríamos fora da Libertadores", disse Levir.

Na terceira fase preliminar da Libertadores, o Atlético vai enfrentar o uruguaio Defensor, nos dois próximos meios de semana, em datas ainda a serem determinadas pela Conmebol. Antes disso, o time terá compromisso pelo Campeonato Mineiro, sábado, contra o Tupi, no Independência.

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade