PUBLICIDADE
Logo do

Seleção Argentina

Meu time

De Paul comenta vitória no clássico, revela conselhos de Messi e manda recado: "Vamos tentar ser protagonistas"

19 jun 2021 00h20
| atualizado às 00h20
ver comentários
Publicidade

A Argentina conseguiu seu primeiro triunfo na Copa América. Nesta sexta-feira, a albiceleste derrotou o Uruguai no clássico do Rio da Prata, por 1 a 0, e dorme na liderança do grupo A. No pós-jogo, De Paul comentou o resultado e ambição da equipe hermana.

"Merecemos a vitória. Estávamos buscando, porque na última partida fomos superiores, mas pagamos caro por alguns erros, me pareceu que não estávamos tão ligados. Mas hoje viemos com uma equipe mais compacta", comentou o meia.

A Argentina amassou a equipe celeste na primeira etapa e parou mais de uma vez no goleiro Muslera. Na etapa final, a albiceleste apenas administrou o resultado.

"No segundo tempo o ritmo caiu. É normal da partida, não podemos jogar com a mesma intensidade os 90 minutos. Mas era importante que quando a intensidade baixasse, ou quando se está ganhando e o rival te ataca, que nos tornemos uma equipe compacta. Hoje conseguimos!", completou De Paul.

A seleção argentina vive um jejum de 23 anos sem conquistar títulos e colecionando vice-campeonatos. Passando por uma reformulação, De Paul também comentou sobre a pressão albiceleste e a expectativa para o restante da Copa América.

"Estamos na seleção argentina, para a gente a melhor seleção do mundo. Queremos jogar, queremos somar. Estamos contentes, aceitamos todas as críticas sempre que são construtivas, mas todos sabem que é uma equipe jovem. Este é o momento para que todos os argentinos estejam juntos e atirem para o mesmo lado".

De Paul ainda revelou receber conselhos dos jogadores mais velhos, o que facilita o desafio diante de seleções mais veteranas.

"Vamos tentar ser protagonista na Copa América. Demonstramos isso, não é fácil jogar com Chile, Colômbia, Uruguai… Parece repetitivo, mas agradecemos ao Leo Messi e Kun Aguero que nos vão mostrando o caminho, dando conselhos sobre como jogar contra esse tipo de equipe - Uruguai e Chile tem jogadores que atuam juntos há muito tempo e não é fácil. Mas hoje demos um passo a frente, agora vamos festejar e relaxar um pouco", finalizou.

A Argentina volta campo somente na segunda-feira, às 21h, quando enfrenta a seleção do Paraguai. A partida acontece no Mané Garrincha, em Brasília.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade