0

Obama, o mestre da oratória, chega amanhã no Brasil

Entenda o motivo de sua visita e os segredos de sua oratória, que fazem dele o melhor comunicador da atualidade.

3 out 2017
19h30
atualizado às 20h06
  • separator
  • comentários

Olá, Speakers!

Nesta quinta-feira, dia 5, o Brasil recebe a visita de um dos maiores, senão o maior comunicador da atualidade: o ex-presidente americano Barack Obama!

Obama estará em São Paulo participando do Fórum Cidadão Global e, como era de se esperar, será o principal palestrante do evento.  

Na sua primeira visita desde que deixou a Casa Branca (e a sua segunda visita ao Brasil), Obama fará uma apresentação sobre a importância da construção de uma cidadania a nível global.

O Fórum será fechado e o público das conferências será, principalmente, alguns dos maiores líderes empresariais brasileiros da atualidade.

Tudo isso porque o Fórum Cidadão Global é direcionado para os líderes e formadores de opinião da sociedade civil, pessoas que têm o poder de contribuir para criar uma comunidade mais justa. Inspirado nessa ideia, o tema do evento será: “Mudar o mundo? Sim, você pode!”, fazendo uma referência ao famoso “Yes, we can” usado por Obama em sua campanha eleitoral.

Será porque Obama foi o escolhido para ser o orador central do Fórum Cidadão? Bom, isso aconteceu provavelmente por dois motivos. O primeiro se dá pelo fato de que Obama é, hoje, um dos maiores comunicadores do mundo.

O segundo motivo está ligado à intenção principal do evento: o ex-presidente é um dos incentivadores do chamado “engajamento cívico”, ou seja, defende que pessoas que não fazem parte do governo também sejam engajadas em causas sociais e, assim, “mudem o mundo”.

Barack Obama
Barack Obama
Foto: Business Insider / Business Insider

Barack Obama depois da Casa Branca

Speakers, vocês sabem a que se dedica o ex-presidente norte-americano desde que saiu da Casa Branca? Nada mais, nada menos que à COMUNICAÇÃO!

Há algum tempo, Obama tem usado o seu tempo e sua experiência em um dos cargos mais poderosos do mundo para dar palestras em diversos países, sobre os mais variados assuntos (geralmente voltados ao engajamento e à responsabilidade social).

Vocês provavelmente já sabem que o ex-presidente americano é um dos políticos mais populares do mundo, certo? E isso, obviamente, já o ajuda (e muito!) a ser um bom comunicador. Na verdade, o fato de ser um bom comunicador é o que contribuiu para que Obama alcançasse altos níveis de aceitação dentro e fora do seu país.

A agência Bloomberg chegou a divulgar que as palestras de Obama custam, aproximadamente, 400 mil dólares e que os ingressos para essas conferências costumam esgotar-se rapidamente.

Não há dúvidas de que Obama é uma pessoa capaz de inspirar os outros, propagar ideias e despertar a empatia das pessoas. Mas será que existe um segredo para tamanha popularidade?

As características dos discursos de Obama

Se vocês já assistiram a algum vídeo com falas de Barack Obama, sabem que ele costuma usar o humor como uma ferramenta discursiva, não é verdade? Mesmo quando era presidente, recorria ao humor, sempre que possível.

Mas não é apenas esse humor que faz com que as falas de Obama sejam inspiradoras e comoventes. Abaixo, selecionamos algumas das principais características dos seus discursos. Confira!

1. Linguagem concreta e acessível

Já sabemos que aquela ideia do “falar difícil é falar bem” não passa de um mito, não é mesmo? Barack Obama sempre usa uma linguagem direta e simples, expressando suas opiniões e ideias de um modo concreto e acessível.

Para fazer isso, ele usa exemplos concretos em suas falas, recorrendo, às vezes, a um personagem ou a uma história sobre determinado assunto.

As falas de Obama não abusam dos adjetivos e são capazes de descrever cenários e pessoas de uma forma que quem escuta vai embora com a sensação de ter estado nesses lugares e conhecido aqueles personagens.

2. Repetição

Vocês já ouviram falar sobre uma técnica chamada “anáfora”? Pois bem, ela é exatamente o que Obama adota em suas falas: a repetição de palavras ou frases importantes (e, geralmente, no começo das orações).

Obama usa a repetição (ou a anáfora, como preferir) de uma forma artística para dar ênfase a uma ideia central, tornando-a praticamente inesquecível para o público.

Vamos relembrar um exemplo: em 2004, Obama fez um discurso memorável durante a Convenção Nacional Democrática. E, nesse discurso, usou a repetição:

“Nós temos mais trabalho a fazer. Mais trabalho a fazer para os trabalhadores... Mais a fazer para o pai que eu conheci... Mais a fazer para a mulher jovem...”

Perceberam como a ideia de “ter mais coisas a fazer” ficou marcada em sua fala?

3. Voz e Expressão Corporal

Esses dois fatores são indispensáveis em apresentações e discursos: saber usar a voz como um instrumento importante e estar atento à expressão corporal.

Quando Obama fala sobre determinado assunto, consegue demonstrar que os seus gestos estão conectados com o seu discurso. Em outras palavras, a sua expressão corporal reflete a clareza do seu pensamento.

Por exemplo: sempre (ou quase sempre) que começa uma nova frase, Obama usa um determinado gesto para pontuar esse começo ou esse novo raciocínio.

A voz é um instrumento poderoso. Em seus discursos, Obama costuma falar devagar, em um volume médio e usando bastante as pausas. Quando diz alguma palavra-chave, aumenta o volume da sua voz, como se estivesse “sublinhando” determinadas frases para que o público preste mais atenção.

Barack Obama, como já disse, pode ser considerado o Rei da Oratória atual. Podemos passar horas e horas falando sobre os muitos recursos que ele usa em suas falas, mas esses três talvez sejam os principais.

Embora a maioria de nós não possa estar presente na conferência desta quinta, vale MUITO a pena acompanhar a fala de Barack Obama e aprender com ele a ser cada vez mais carismático e bom comunicador!


Fonte:

https://www.thespeaker.com.br/3-tecnicas-discurso-barack-obama/

Fonte: Terra
  • separator
  • comentários
publicidade