3 eventos ao vivo

Secex: erro no sistema do Serpro resultou em leitura menor de dados de exportação

2 dez 2019
17h02
  • separator
  • 0
  • comentários

Brasília, 2 - Um erro de programação do sistema do Serpro levou a uma contabilização menor dos dados de exportação brasileira, informou a Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia.

Depois de corrigir os valores de novembro na semana passada - o que impactou na cotação do dólar - o órgão retificou nesta segunda-feira, 2, os dados de setembro e outubro.

Em setembro, o valor exportado passou de US$ 18,921 bilhões para US$ 20,289 bilhões. Em outubro, de US$ 18,231 bilhões para US$ 19,576 bilhões. Em novembro, o montante já tinha sido aumentado em US$ 3,775 bilhões. Após a correção de dados, o volume de exportações aumentou US$ 6,488 bilhões no total, 3% do valor exportado no ano.

O subsecretário de Inteligência e Estatística da Secex, Herlon Brandão, disse que os técnicos identificaram um erro na transmissão dos dados pelo sistema do Serpro.

"A coleta dos dados estava ok, os exportadores continuam declarando as informações sem nenhum problema e o que percebemos foi um problema na transmissão de dados", completou Saulo Guerra, coordenador-geral de Estatística.

O diretor de Desenvolvimento do Serpro, Ricardo Jucá, confirmou que a origem do problema foi no órgão. Ele afirmou que houve um erro humano na programação do sistema que faz a coleta dos dados informados pelos exportadores, causado por um técnico que não seguiu as recomendações do programa.

Com isso, os dados transmitidos à Secex foram subcontabilizados. "Os erros no sistema de exportação foram identificados e corrigidos", completou.

Desde o início do ano, o governo utiliza o portal único de exportação para a operacionalização de vendas ao exterior. Com o volume de dados cada vez maior, acabou sendo detectado o erro em novembro. "Foi uma infelicidade, o volume de dados cresceu e não fizemos os testes necessários", completou Jucá.

Os dados dos meses anteriores foram verificados, mas não foram encontrados erros. Brandão afirmou que o governo está avaliando se houve descumprimento de obrigação por parte do Serpro e se caberá alguma penalidade.

O Banco Central foi notificado e também corrigirá os dados do setor externo com os novos números.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade