PUBLICIDADE

Rede D'Or (RDOR3): venda de ativos proprocionará maior flexibilidade financeira, diz BTG

19 mai 2024 - 17h15
Compartilhar
Exibir comentários

A Rede D'Or (RDOR3) vendeu suas ações na D'Or Consultoria, empresa que comercializa planos de saúde, odontológicos, seguros de vida e previdência, para a corretora de seguros MDS, no montante de R$ 800 milhões. Para analistas, a venda foi positiva, mantendo a Rede D'Or como uma das empresas mais bem posicionadas no setor de saúde.

"Gostamos da venda, pois ela resolve potenciais conflitos que surgiram da Rede D'Or controlar tanto a SulAmérica (uma empresa do mercado de planos de saúde) quanto a D'Or Consultoria, que fornece serviços para muitos planos de saúde (incluindo concorrentes da SulAmérica) e clientes corporativos", afirma o BTG. 

Além disso, os recursos provenientes da venda reforçarão o balanço da Rede D'Or, proporcionando à empresa maior flexibilidade financeira. Segundo o BTG, isso pode ajudar a RDOR a retomar iniciativas de crescimento inorgânico em seu core business ou acelerar planos de expansão orgânica, como o novo projeto em análise em Ribeirão Preto, divulgado na semana passada como parte da recentemente assinada joint venture Atlântica D'Or com o Bradesco.

"Com base nos recentes resultados melhores, continuamos confiantes nas perspectivas de crescimento do segmento hospitalar e nos ganhos adicionais de margem no negócio de seguros, levando-nos a reiterar nossa recomendação de compra para a ação", comenta o BTG, que tem preço-alvo de R$ 40. 

Rede D'Or: XP considera transação de "pequeno porte"

A XP considera a transação da D'Or Consultoria como neutra devido ao seu pequeno porte. 

"O valor da transação representa aproximadamente 1,2% do valor de mercado da Rede D'Or e 3% de sua dívida líquida (considerando os arrendamentos e ajustando as provisões técnicas). Assumimos que o ativo não produz resultados operacionais relevantes e, portanto, a transação pode não ter um impacto sobre o Ebitda da Rede D'Or", afirma a XP. 

Ademais, dizem os analistas, a venda da corretora não altera a capacidade da empresa de continuar expandindo as duas operações: hospitais e seguros. 

"Além disso, vemos de forma positiva o desinvestimento de ativos que não sejam relativos às principais operações, pois reduz a complexidade do negócio e melhora o foco da administração nas principais operações", conclui a XP, que tem recomendação neutra (preço-alvo R$ 28,8). 

Empresa vende corretora por R$ 800 milhões

A Rede D'Or vendeu suas ações na D'Or Consultoria, empresa que comercializa planos de saúde, odontológicos, seguros de vida e previdência, para a corretora de seguros MDS. A papelada de venda completa foi assinada na quinta-feira (16). Segundo a empresa, o total negociado é de R$ 800 milhões, cifra da qual será descontado o valor de sua dívida líquida.

A maior parte do valor da D'Or Consultoria, 65%, deve ser desembolsada no fechamento do negócio, e os 35% restantes devem ser pagos em três parcelas futuras variáveis, conforme comunicado da Rede D'Or ao mercado.

A negociação vinha sendo articulada desde meados do ano passado e foi finalizada poucos dias após a Rede D'Or anunciar outra transação significativa: sua parceria com o Bradesco (BBDC4) para formar uma nova empresa de hospitais, com investimento inicial de R$ 1,1 bilhão.

Para arrematar a empresa, a MDS teve que superar alguns concorrentes. A conclusão e o fechamento da transação ainda dependem de certas condições, incluindo a aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), que ainda não tem data estabelecida.

D'Or Consultoria foi estabelecida em 2015 e, de acordo com informações, possuía uma carteira com 2,5 milhões de clientes, principalmente de planos médicos. Além disso, atua em seis bases regionais: São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Minas Gerais, Paraná e Pernambuco. A companhia diz que o negócio gera R$ 4 bilhões em prêmios.

Bradesco Seguros e Rede D'Or se unem para criar nova empresa de hospitais

Bradesco Seguros e aRede D'Or estão se unindo para criar uma nova empresa hospitalar, que já entra no mercado com três hospitais da bandeira São Luiz, em São Paulo e no Rio de Janeiro, previstos para inauguração no segundo semestre. Outros dois hospitais estão em fase de projeto e serão construídos no interior paulista. As informações foram divulgadas pelo jornal Valor Econômico no dia 8 deste mês.

Chamada de Atlântica D'Or, essa nova iniciativa junta duas grandes empresas que atuam nos mercados hospitalar e de seguro saúde. A Rede D'Or, maior rede de hospitais do país, adquiriu a SulAmérica em 2022, concorrente direta da Bradesco Saúde. Nesse cenário, a seguradora do Bradesco intensificou seus investimentos em hospitais a partir de 2023, por meio da Atlântica, fazendo parcerias com Albert Einstein e Mater Dei e adquirindo uma participação no grupo Santa, do Distrito Federal.

Antes rivais nos mesmos mercados, os dois grupos enfrentavam alguns conflitos. O mais recente foi o não credenciamento pelo Bradesco Saúde do hospital da D'Or em Campinas (SP).

Com a criação da nova empresa, esses conflitos tendem a diminuir. Uma parte significativa dos pacientes da Rede D'Or é usuária do seguro saúde da Bradesco, o que significa que ambas as empresas são altamente dependentes uma da outra.

Suno
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade