3 eventos ao vivo

Programa nasceu durante treinamento para jornalistas do 'Estadão'

Proposta era resolver problema de usuário que se interessava por notícia, mas não tinha como arcar com assinatura

1 jul 2020
05h12
atualizado às 06h17
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Além de ser um projeto inovador por si só, o programa Estadão Incentiva teve também uma origem inovadora: ele nasceu a partir de uma ideia em um treinamento de design thinking dado para os editores do jornal. Realizado há cerca de um ano, o curso buscava mostrar à redação como criar produtos e serviços digitais, dentro da lógica de transformação digital pela qual o Estadão vem passando nos últimos anos.

"O treinamento tinha o objetivo de fazer os jornalistas do Estadão entenderem como é um processo de prototipação, construindo um novo produto ou serviço a partir do interesse de um usuário", explica a jornalista e consultora em inovação estratégica Adriana Garcia, que liderou a sessão. "É uma forma de testar ideias de forma rápida e barata, em uma metodologia que é muito usada por startups."

O usuário, no caso, era um jovem que se interessava muito por notícias, mas não tinha condições financeiras para arcar com a assinatura de um jornal. "Ele ficava pulando entre um veículo e outro para conseguir se informar. Ele tinha uma necessidade urgente disso", lembra Adriana. "Era um super usuário e, a partir dele, o Estadão percebeu que tinha a possibilidade de atender uma série de outras pessoas que poderiam ter o mesmo problema."

A partir do protótipo, desenvolvido em um dia por uma das equipes que estavam no treinamento de design thinking, o projeto evoluiu e foi inscrito no Desafio de Inovação do Google. Com o apoio da empresa, tornou-se um dos grandes investimentos do Estadão em 2020, envolvendo o trabalho de equipes de diversas áreas do jornal.

O desenvolvimento está longe de seu fim: a partir das ideias e informações dos novos usuários, o Estadão Incentiva seguirá sendo aprimorado ao longo dos próximos meses, como cabe a um projeto inovador e digital.

Veja também:

BC corta Selic para 3% ao ano
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade