0

Neoenergia deve disputar leilões do governo para térmicas em 2020 com Termopernambuco

21 out 2019
12h12
atualizado às 12h30
  • separator
  • 0
  • comentários

A Neoenergia pretende inscrever sua usina a gás natural Termopernambuco em leilões do governo brasileiro para contratação de térmicas agendados para março de 2020, disse nesta segunda-feira o presidente da elétrica, Mario Ruiz-Tagle.

Logo da Neoenergia em sua sede no Rio de Janeiro 
24/07/2019
REUTERS/Ricardo Moraes
Logo da Neoenergia em sua sede no Rio de Janeiro 24/07/2019 REUTERS/Ricardo Moraes
Foto: Reuters

Com 533 megawatts em capacidade instalada, a Termopernambuco tem contratos de venda da produção que vencem em 2024.

O Ministério de Minas e Energia publicou na semana passada diretrizes para os leilões, previstos para 31 de março, nos quais o governo pretende contratar térmicas a gás para substituir usinas cujos contratos vencerão nos próximos anos. Poderão participar da concorrência tanto novos projetos quanto usinas existentes.

"Estamos nos preparando para esse leilão de março, para poder dele participar e nele recontratar essa usina", disse Tagle, ao participar de teleconferência de resultado com analistas e investidores.

O executivo defendeu que a usina tem se mostrado eficiente e importante para a operação do sistema elétrico na região Nordeste do país.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade