PUBLICIDADE

Pousadas cariocas economizam com iniciativas sustentáveis

9 abr 2015 - 07h00
Compartilhar
Exibir comentários
Pousada Ouro Verde reduziu consumo de energia em 60% graças aos painéis solares térmicos
Pousada Ouro Verde reduziu consumo de energia em 60% graças aos painéis solares térmicos
Foto: Divulgação

Em uma época em que a região Sudeste convive com a incerteza no fornecimento de água e energia, pessoas e empresas passaram a se preocupar cada vez mais com medidas sustentáveis. No entanto, muitos anos antes de a situação se agravar, duas pousadas cariocas investiram em iniciativas do gênero, e se transformaram em grandes exemplos de consciência e economia.

Blog: Somos maiores que São Paulo

Em 2009, quando o chileno Rodrigo Alvear resolveu criar a Pousada Ouro Verde em Ilha Grande, no município de Angra dos Reis, ele e sua esposa brasileira já tinham o desejo de implantar medidas sustentáveis no local. No entanto, por falta de capital, eles resolveram adiar o investimento. “No Chile o governo dá apoio para este tipo de coisa. Pesquisei no Brasil, mas não havia nada parecido. Então, depois de três anos, pedimos um empréstimo para comprar seis painéis solares térmicos”, lembra.

O estabelecimento também adotou um sistema de reaproveitamento de água da chuva para regar plantas e lavar roupas
O estabelecimento também adotou um sistema de reaproveitamento de água da chuva para regar plantas e lavar roupas
Foto: Divulgação

Hoje, o equipamento fornece água quente para os seis quartos da pousada, dispensando o uso de chuveiros elétricos. Além disso, Rodrigo também substituiu todas as lâmpadas do estabelecimento por modelos mais econômicos. “Os painéis conseguem abastecer a pousada mesmo que chova por três dias. Se passar deste limite, nós ligamos um apoio elétrico, mas é muito raro. Todas estas medidas resultaram em uma economia de 60% no consumo de energia elétrica”, diz. O próximo passo, revela o proprietário, é ampliar o uso da energia solar. Além dos painéis térmicos, que esquentam a água, agora Rodrigo quer instalar painéis fotovoltaicos, que fornecem energia elétrica para alimentar qualquer equipamento. 

Foi exatamente o que fez outro dono de pousada que atua no litoral fluminense. Em sua Pousada dos Reis, em Búzios, Sérgio Rébora supre 15% do consumo de energia elétrica do estabelecimento com os 30 kilowatts gerados diariamente por painéis fotovoltaicos. E, assim como Rodrigo, ele também faz planos para ampliar a geração por meio de fontes alternativas. “Agora estou entre instalar um módulo eólico para comparar a eficiência com o solar, ou duplicar a capacidade do sistema atual”, afirma o proprietário, que destaca que seu empreendimento também passou a trabalhar com um gerador a diesel, acionado todos os dias nos horários de pico de consumo, entre as 18h e as 21h.

Já a Pousada dos Reis, em Búzios, investiu até no aluguel de bicicletas elétricas
Já a Pousada dos Reis, em Búzios, investiu até no aluguel de bicicletas elétricas
Foto: Divulgação

Além da preocupação com a energia elétrica, Rodrigo e Sérgio também instalaram sistemas para a captação de água da chuva em suas pousadas. “Nós temos uma capacidade de armazenamento de 5 mil litros. Além disso, passamos a usar válvulas redutoras de pressão e espalhamos cartazes incentivando o consumo consciente de água”, destaca Sérgio, da Pousada dos Reis.

Na Pousada Ouro Verde, a iniciativa foi adotada no ano passado, quando foram instaladas calhas conectadas a caixas d’água com capacidade para armazenar 2250 litros. “Como estamos passando por um período de seca, isso está ajudando muito para regar as plantas e lavar as roupas de cama. Além da economia, estas medidas ajudam a melhorar nossa imagem. Tivemos um aumento de cerca de 40% nas reservas graças a estas medidas, e recebemos muitos comentários elogiosos em sites do setor”, finaliza Rodrigo.

Fonte: PrimaPagina
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade