0

Indicado para CEO da Petrobras diz não ter opinião sobre privatização

22 fev 2021
09h47
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O general Joaquim Silva e Luna, indicado pelo governo brasileiro para substituir o atual presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, disse nesta segunda-feira que não discutiu e não tem uma opinião sobre uma eventual privatização da companhia.

Trabalhador em plataforma da Petrobras
REUTERS/Pilar Olivares
Trabalhador em plataforma da Petrobras REUTERS/Pilar Olivares
Foto: Reuters

"Não conversei em nenhum momento (com o governo sobre o assunto)... então não me considero em condições de fazer nenhum juízo de valor", afirmou ele, durante entrevista à Rádio Bandeirantes.

O presidente Bolsonaro disse na sexta-feira que Silva e Luna foi indicado para assumir o comando da Petrobras após o final do ciclo do atual CEO, que tem mandato até meados de março. A indicação será submetida ao conselho de administração da companhia, para o qual Luna também foi indicado pelo governo.

Veja também:

Foragido da Justiça é detido pela PM com cocaína, no Bairro Country
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade