PUBLICIDADE

Golpe do Robô do Pix: veja como se prevenir da armadilha

Com ofertas falsas e Robô do Pix, cibercriminosos utilizam engenharia social para enganar desavisados que buscam poupar dinheiro

25 ago 2023 - 06h15
(atualizado em 9/10/2023 às 09h14)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Imagem gerada pela IA Dall-E

O sistema de pagamento instantâneo Pix lançado no governo Bolsonaro revolucionou a forma como transferências e transações financeiras são realizadas e hoje é o meio de pagamento mais utilizado pelos brasileiros com apenas três anos de existência. No entanto, a popularidade e simplicidade chamou a atenção de cibercriminosos que tiram proveito do sistema para para seus golpes. 

Dinheiro fácil com Robô do Pix

Nesse golpe, os criminosos se aproveitam da busca por retornos financeiros rápidos para enganar e persuadir aqueles que estão mais desatentos. Utilizando engenharia social, eles entram em contato por mensagem ou anúncios em redes sociais e oferecem oportunidades de investimento com rendimentos exorbitantes em troca de um Pix para uma conta desconhecida.

A ideia é a vítima oferecer um dinheiro como “caução”, que será devolvido após iniciar as transações, e a promessa de ganhos fáceis é tão tentadora que muitas pessoas acabam cedendo à pressão psicológica criada pelos golpistas. Uma vez que eles conseguem uma quantia significativa da vítima, cortam contato.

“É importante compreender que investimentos legítimos e sólidos não prometem retornos surrealmente altos em um curto espaço de tempo. A prevenção desse tipo de golpe envolve a pesquisa cuidadosa de qualquer oportunidade de investimento, a verificação das informações do remetente e, acima de tudo, a desconfiança de ofertas que pareçam boas demais para ser verdade”, comenta Fabio Assolini, diretor da Equipe Global de Pesquisa e Análise da Kaspersky para a América Latina.

Golpe do falso pagamento com boletos e ofertas enganosas

A engenharia social também é utilizada aqui, para convencer as vítimas de que estão fazendo um pagamento legítimo, quando na verdade estão transferindo dinheiro diretamente para as mãos dos golpistas. 

Os criminosos criam boletos falsos ou apresentam ofertas tentadoras, incluindo descontos especiais, e solicitam o pagamento por meio do Pix, alegando ser o método mais rápido e fácil.

Exemplo de modelo usado para boleto no golpe
Exemplo de modelo usado para boleto no golpe
Foto: Reprodução

No exemplo identificado pela Kaspersky, os criminosos disfarçaram o golpe em uma conta de telefone/internet. A única novidade é a presença do QR code como opção de pagamento. Um detalhe mostra que, para os criminosos, a nova opção de pagamento tem a preferência, pois é oferecido um suposto desconto de 5% se o pagamento usar esse método.

“Para evitar cair nessa armadilha, é fundamental verificar cuidadosamente a origem do boleto ou da oferta. Sempre confirme as informações com fontes confiáveis, como os sites oficiais das empresas ou instituições envolvidas. Além disso, evite clicar em links suspeitos ou fornecer informações sensíveis em resposta a mensagens não solicitadas. Sempre que você se deparar com ofertas que parecem boas demais para ser verdade ou receber pedidos de pagamento suspeitos, pare e analise a situação com um olhar crítico”, complementa Assolini.

Dica para você se proteger

Para conseguir identificar o golpe, a Kaspersky destaca os seguintes pontos:

  • • Confirme os dados do destinatário antes de concluir o pagamento via Pix. Como em todos os esquemas fraudulentos, os criminosos usam nomes de laranjas para receber o dinheiro dos golpes. Apenas pagamentos legítimos mostrarão os nomes das empresas (razões sociais) corretos.
  • • Se uma promoção é boa demais, desconfie! Grandes descontos e superofertas podem ser esquemas para roubar desavisados. Se ver uma promoção, é importante entrar no site oficial digitando a URL manualmente no navegador.
  • • No exemplo da fatura falsa, não há a informação do nome do cliente, apenas o código do assinante, que é um número que quase ninguém deve saber de cor.
  • • Se você sofreu um golpe, entre em contato com sua instituição bancária para registrar um boletim de ocorrência no caso da fraude, e avisá-la imediatamente.

(*) HOMEWORK inspira transformação no mundo do trabalho, nos negócios, na sociedade. É criação da Compasso, agência de conteúdo e conexão.

Homework Homework
Compartilhar
Publicidade
Publicidade