PUBLICIDADE

Não me Perturbe: plataforma registrou 9,55 milhões de números cadastrados em 2021

Em funcionamento desde 2019, o Não me Perturbe é uma plataforma criada para evitar ligações incômodas como telemarketing e produtos bancários.

18 jan 2022 12h44
ver comentários
Publicidade
Em 2022, a Anatel vai implantar um código específico para chamadas de telemarketing - 0303
Em 2022, a Anatel vai implantar um código específico para chamadas de telemarketing - 0303
Foto: Shutterstock / Finanças e Empreendedorismo

Há cerca de pouco mais de dois anos, foi criada a plataforma Não me Perturbe. Ela serve para que usuários que se sintam incomodados com o recebimento de ligações spam - como telemarketing de operadoras de telefonia, planos de saúde, produtos e serviços bancários indesejados - possam evitar esse tipo de chamada.

Para não receber mais importunações deste tipo, é necessário que o usuário faça um breve registro no site e informe seu número de telefone. O prazo dado pela plataforma é de que, em até 30 dias, é possível deixar de receber esse tipo de ligação.

De acordo com um levantamento feito pela plataforma, no ano de 2021, mais de 9,55 milhões de telefones foram cadastrados no Não me Perturbe. 

Uma das maiores reclamações de pessoas de outros estados do Brasil quanto ao recebimento de chamadas de telemarketing, é quase unânime de que essas ligações chegam do DDD 11, que corresponde a São Paulo.

E, seguindo essa lógica, o Estado é o que possui maior quantidade de números bloqueados, com cerca de 4,6 milhões. Em seguida aparecem os estados de Minas Gerais (856 mil), Paraná (844 mil) e Rio de Janeiro (587 mil). Já o Distrito Federal é quem possui a maior proporção de números cadastrados na plataforma: são 297 mil, que representam 5,8% dos telefones fixos e móveis.

Já as reclamações a respeito desse tipo de ligação vem caindo gradativamente. Segundo as operadoras de telecomunicações, isso é um reflexo do Não me Perturbe. Isso porque, antes da criação da plataforma, o segmento de telecomunicações era responsável por 48% das chamadas de telemarketing.

Após a chegada da plataforma, a participação do setor caiu para 6% e, em 2021, o setor não aparece mais na lista de chamadas spam da Truecaller. Ou seja, agora, boa parte das ligações indesejadas pertencem a outro setor. Confira abaixo!

Brasil é o país com maior número de ligações deste tipo

No fim do ano passado, a TrueCaller, que é uma empresa que bloqueia esse tipo de ligação em smartphones através de seu aplicativo, divulgou que o Brasil foi o país com o maior número de ligações indesejadas pelo quarto ano consecutivo.

Segundo o estudo realizado, a média é que cada brasileiro receba, pelo menos, 32 ligações spam por mês. Além disso, o levantamento aponta que a maior parte das chamadas de spam no Brasil tem origem em serviços financeiros (44,1%), como bancos, cooperativas de crédito, operadoras de cartão de crédito; em seguida, vem o setor de vendas, sem uma categoria específica (39%). Já em terceiro lugar aparecem tentativas de golpe, com 16,9%.

Com informações de TeleTime.

Finanças e Empreendedorismo
Publicidade
Publicidade