PUBLICIDADE

Afinal, quanto custa morar sozinho?

Promessa de ano novo de muitos jovens, morar sozinho pode ser muito mais caro do que se imagina. Confira agora o quanto custa!

2 jan 2022 15h33
ver comentários
Publicidade
Morar sozinho exige preparação e planejamento financeiro
Morar sozinho exige preparação e planejamento financeiro
Foto: Shutterstock / Finanças e Empreendedorismo

A transição entre sair da casa dos pais e ir morar sozinho é aguardada por muitos jovens. Isso porque, no seu próprio lar ter independência, ser quem você é e lidar com a sua vida sem ninguém dando "pitacos", não é mesmo?

Pois é! Apesar de trazer uma alegria imensa, morar sozinho traz muitos custos que precisam ser considerados. E, principalmente, essa é uma tarefa que exige preparação e planejamento financeiro antes de qualquer tomada de decisão.

Mas como mudar de casa possui gastos e ninguém te conta sobre o assunto, decidimos fazer uma lista de itens que podem ajudar você a se preparar para morar sozinho com tranquilidade e sossego. Para descobrir, basta continuar a leitura!

Quais são os gastos principais?

O primeiro passo para quem deseja morar sozinho é colocar na ponta do lápis o orçamento que você possui para colocar esse plano em prática. Para isso, basta juntar todos os seus rendimentos mensais e quais são as suas despesas antes mesmo de morar sozinho. Um exemplo disso é o cartão de crédito.

Depois de entender melhor como funciona a sua vida financeira, você precisa estimar quais são os gastos que você terá ao morar sozinho. Se você for morar sozinho, é possível estimar o quanto pretende gastar com água, conta de luz, gás, compras de supermercado, entre outras despesas que possam surgir.

Aqui, vale a pena mesmo colocar tudo que pode surgir. Entre eles, os seus gastos com transporte, convênio médico (caso tenha), você pode mensurar também o quanto quer gastar de condomínio, caso more em apartamento… Para isso, você pode olhar em sites de aluguel de imóveis e pesquisar para criar uma média dentro da sua realidade.

Depois que você já souber de todas essas informações, vai ficar mais fácil saber o quanto você terá que economizar para colocar esse plano em prática. Para isso, você pode cortar aqueles gastos que são dispensáveis.

Em seguida, você pode começar a buscar o local em que deseja residir. Olhe em bairros que caibam dentro do seu orçamento e fique atento ao estado de conservação do imóvel.

Às vezes, um local mais antigo é mais barato, no entanto, esse lugar exigirá uma série de reparos que você terá que arcar.  Por isso, vale a pena ficar de olho!

Outro gasto que surge quando se opta por morar sozinho diz respeito à mobília. Para esse detalhe, você pode optar por eletrodomésticos de segunda mão, caso não consiga comprar um novo no momento. Já para itens mais baratos, você pode marcar um chá de casa nova entre amigos e ganhar esses itens mais acessíveis. 

Por fim, não se esqueça de manter uma reserva de emergência ativa para situações que podem surgir no dia a dia. Ter uma casa e morar sozinho custa caro, mas com um dinheiro separado para esses gastos eventuais, fica mais fácil.

Com informações de Extra.

Finanças e Empreendedorismo
Publicidade
Publicidade