PUBLICIDADE

Entenda quais as vantagens de se criar um filho em Portugal

O país tem se mostrado um lugar vantajoso para criar os pequenos em diversos aspectos

11 mai 2024 - 06h00
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Portugal é um destino amigável para crianças por conta do seu clima ameno, gastronomia excelente e segurança. Em 2022, 40,1% dos bebês nascidos com mães estrangeiras no país eram brasileiros, com direito a cidadania portuguesa que pode ser garantida com uma residência legal contínua de pelo menos 5 anos.
Leônia Pinheiro destaca vantagens de criar filhos em Portugal
Leônia Pinheiro destaca vantagens de criar filhos em Portugal
Foto: Divulgação

Em Portugal, as brasileiras se destacaram como o maior grupo entre as mães estrangeiras de recém-nascidos em 2022, representando 40,1% desse segmento. Dos 83.671 bebês nascidos no país naquele ano, 14.003 são filhos de mulheres estrangeiras, sendo que 5.615 desses nascimentos foram de imigrantes brasileiras residentes. Além disso, a maioria dos bebês, especificamente 4.828, também tem pais de nacionalidade brasileira, mostrando que essa comunidade continua a crescer e se integrar na sociedade portuguesa.

Leônia Pinheiro, sócia-diretora da CV Assessoria Internacional, empresa especializada em assessoria em imigração, nacionalidade e negócios internacionais, destaca algumas vantagens de criar filhos em Portugal. “É um país que oferece uma combinação única de segurança, educação de qualidade e uma infinidade de atividades familiares”, conta. 

Segundo um estudo da Airport Parking Reservations, Portugal foi eleito o terceiro destino mais amigo da criança do mundo, graças ao seu clima ameno, gastronomia excepcional e segurança exemplar. Levando esses pontos em consideração, as famílias que se mudam para a região encontram um ambiente acolhedor, com estabelecimentos bem preparados para receber crianças, oferecendo desde trocadores em banheiros até atividades de lazer gratuitas em shoppings e parques.

Leônia reforça também a importância de considerar Portugal como um lar para famílias. 

"O país não só encanta pela sua beleza e cultura rica, mas também se sobressai como um lugar seguro e preparado para acolher pessoas de todo o mundo. Com uma educação de padrão europeu, oportunidades de lazer abundantes e um sistema de saúde acessível, o país oferece todas as condições para que os pais possam criar seus filhos em um lugar saudável e culturalmente estimulante", acrescenta.

Educação integrada

As escolas portuguesas, além de gratuitas, proporcionam uma educação integrada que vai além das disciplinas básicas, preparando as crianças para serem cidadãos responsáveis e conscientes desde cedo.

Em relação à cidadania do nascido em Portugal, a legislação permite que qualquer filho de brasileiros que veio ao mundo no país adquira automaticamente a cidadania portuguesa. 

"Este status garante direitos como acesso a saúde e educação de qualidade e liberdade de movimento dentro da União Europeia, além de permitir a obtenção de um passaporte português, o que abre portas para viajar para mais de 180 países sem necessidade de visto prévio", detalha Leônia. 

No entanto, para garantir essa nacionalidade, é necessário que pelo menos um dos pais tenha residido legalmente em Portugal por um ano antes do nascimento e possa comprovar essa residência. Além disso, se a naturalização for solicitada após o nascimento, a família deve demonstrar uma residência legal contínua de pelo menos cinco anos, incluindo comprovação de frequência escolar da criança em Portugal. A especialista ressalta a importância de contar com uma assessoria para auxiliar neste processo. 

“Portugal se mostra uma escolha ideal para pais que buscam qualidade de vida para suas famílias, garantindo educação de excelência e um estilo de vida saudável”, conclui.

(*) HOMEWORK inspira transformação no mundo do trabalho, nos negócios, na sociedade. É criação da Compasso, agência de conteúdo e conexão.

Homework Homework
Compartilhar
Publicidade
Publicidade