PUBLICIDADE

Mulheres cervejeiras falam dos desafios desse ramo

Além dos desafios comuns a todo empreendedor, elas contam que já sentiram preconceito, por estarem em um setor predominantemente masculino

5 ago 2022 - 06h30
(atualizado às 09h28)
Ver comentários
Publicidade
Michelle e Fernanda, cervejeiras de Porto Alegre
Michelle e Fernanda, cervejeiras de Porto Alegre
Foto: Divulgação

A Macuco é uma cervejaria independente, criada em 2016, pelas sócias Michelle de Lara Ferraz e Fernanda Nascimento. A produção é em pequena escala e exclusiva, desenvolvida especialmente para atender diretamente o consumidor final, e os rótulos são desenhados por artistas locais. 

Além de ser comandada por duas mulheres, o nome Macuco também é uma homenagem a uma mulher: a avó de Michele, chamada Augusta, que hoje tem 96 anos. Ela nasceu em um sítio chamado Macuco, em 1926.

Michele é advogada, especialista em direito ambiental, enquanto Fernanda é historiadora especialista em história do Brasil. 

Preconceitos de um setor predominantemente masculino

Além dos desafios comuns a todo empreendedor, elas contam que já sentiram preconceito, por estarem em um setor predominantemente masculino: “Quando isso acontece em geral as pessoas que tem preconceito querem nos reduzir a um teste de capacidade, pois não acreditam que duas mulheres podem estar a frente da empresa e criar um produto e marca de cervejas”, conta Michele. 

Quando isso acontece, elas acabam mostrando todo o seu conhecimento, comenta Fernanda: “A gente conhece o nosso negócio a fundo, sabemos todas as etapas de produção à venda ao consumidor final. Nós criamos a Macuco, logo a gente responde aos desafios e a todas as perguntas de forma firme e consistente. Temos muitas vezes que explicar como produzimos cervejas e descrever todo o processo para que as pessoas acreditem. Como a gente realmente gosta de fazer cerveja, acaba sendo mais uma troca de ideias sobre o tema”. 

Michele conta de onde vem a inspiração para seguir empreendendo: “A gente tem como inspiração todas as mulheres que diariamente trabalham pelo Brasil, muitas vezes com tripla jornada, e que são verdadeiras vencedoras. As que empreendem em busca de mudança em suas vidas para melhor”, finalizou. 

Redação Dinheiro em Dia
Publicidade
Publicidade