PUBLICIDADE

Conselhos de empresas têm mais mulheres, mas longe de 50%

5 ago 2022 - 06h15
Ver comentários
Publicidade
Foto: Adobe Stock

O percentual de mulheres nos conselhos de administração de empresas passou de 13%, em 2020, para 16% em 2021, de acordo com o Estudo de Conselhos de Administração 2021, feito pela Korn Ferry, empresa global de consultoria organizacional. 

Considerando apenas conselheiros independentes, a participação de mulheres é maior, em 21%, enquanto em 2020 já eram 18%. 

De acordo com a pesquisa, uma evolução similar é a presença feminina como C-level, que aumentou de 14% para 18% no mesmo período. Com o aumento da quantidade de mulheres nas diretorias das companhias, há mais mulheres com experiência de assumir posições em conselhos, avaliou o sócio sênior da Korn Ferry, Jorge Maluf.

Igualdade de gêneros em cargos mais altos

Apesar dos números mostrarem que as empresas no país ainda estão longe de uma igualdade de gêneros em cargos mais altos, de acordo com Maluf, as empresas estão percebendo que precisam mostrar para a sociedade, para os investidores, que estão tendo um olhar mais atento para as questões de diversidade, avançando nessa pauta de forma efetiva: “Os comitês de governança das companhias têm cobrado isso e os investidores mesmo que não estejam ativamente cobrando, estão perguntando sobre o tema. As empresas estão construindo ações importantes de diversidade e o conselho tem que dar o exemplo”, destacou.

Os dados da Korn Ferry mostram ainda que a porcentagem de mulheres nos conselhos aumentou ou ficou estável em todos os setores e os que mais possuem a presença feminina são os de bens de consumo (21%), infraestrutura/utilities (21%) e tecnologia/comunicação (20%). 

No gráfico abaixo é possível observar a porcentagem de mulheres no conselho, por setor, com comparativo entre os anos de 2020 e 2021. 

Foto: Reprodução

 

Redação Dinheiro em Dia
Publicidade
Publicidade