PUBLICIDADE

Preço do aluguel residencial acumula alta de 16,52% em 12 meses; veja aumentos nas capitais

Todas as capitais monitoradas pelo Índice FipeZAP+ de Locação Residencial apresentaram aluguéis mais altos nos últimos 12 meses

15 jun 2023 - 22h59
Compartilhar
Exibir comentários

O preço médio do aluguel residencial passou a acumular alta nominal de 16,52% nos últimos 12 meses, encerrados em maio de 2023, segundo dados do Índice FipeZAP+ de Locação Residencial. O levantamento acompanha o preço médio de locação de apartamentos prontos em 25 cidades brasileiras, com base em anúncios veiculados na Internet.

O resultado superou as variações dos principais índices de preço usados para observar a inflação do período, como o Índice de preços no consumidor (IPCA/+3,94%) e Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M/-4,47%).

Preço médio

Com base em dados de 25 cidades monitoradas, o preço médio do aluguel de imóveis residenciais foi de R$ 39,48/m² em maio de 2023. Os maiores valores médios foram observados no aluguel de imóveis residenciais de 1 dormitório (R$ 50,05/m²) e os menores, entre unidades com 3 dormitórios (R$ 34,82/m²).

São Paulo é a capital com o maior preço médio de locação residencial (R$ 48,23/m²). Em seguida está Florianópolis (R$ 47,44/m²); Recife (R$ 43,94/m²), Rio de Janeiro (R$ 41,70/m²) e Brasília (R$ 38,19/m²).

Já as capitais monitoradas com menor valor de locação residencial na última apuração mensal são Fortaleza (R$ 26,12/m²), Porto Alegre (R$ 28,97/m²), Salvador (R$ 31,49/m²) e Goiânia (R$ 32,29/m²).

Maio

Em maio, o índice registrou alta de 1,29%, resultado que foi menor do que março (+1,75%) e abril (+1,68%). Dentre as 25 cidades que integram o cálculo do índice, 24 localidades tiveram aumento do preço médio do aluguel residencial em maio, inclusive as 11 capitais incluídas no estudo.

Estadão
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra












Publicidade