PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Desenrola é um presentão de R$ 50 bilhões para os bancos

Entenda porque na prática o governo está dando este presentão para os bancos

24 jul 2023 - 06h35
Compartilhar
Exibir comentários
Desenrola é um presentão de R$ 50 bilhões para os bancos:

A esta altura não tem brasileiro que não ouviu falar do Desenrola, o novo programa do governo federal que facilita a renegociação de dívidas de pessoas físicas e jurídicas. Pouca gente ouviu dizer que o Desenrola esconde um grande prejuízo para o Brasil.

Sem dúvida tem muito mérito uma iniciativa para ajudar os mais de 80 milhões de nossos conterrâneos que estão hoje inadimplentes. Antes de mais nada: se você quer renegociar, vá em frente e tome cuidado! Tem muito site falso por aí, tem muito golpe rolando. O único site oficial são o www.gov.br e aplicativo gov.br.

O Desenrola oferece uma série de benefícios para as pessoas que participam do programa:

  • • Descontos na dívida
  • • Isenção de juros e multa
  • • Parcelamento da dívida em até 60 meses
  • • Pagamento da dívida em prestações fixas

Agora, o que pouca gente está sabendo é que o governo federal está oferecendo aos bancos um crédito fiscal de até 100% do valor das dívidas renegociadas no Desenrola.

Aqui estão alguns detalhes sobre a parte do crédito fiscal que os bancos receberão:

  • • O crédito fiscal será de até 100% do valor das dívidas renegociadas no Desenrola (ou seja, do desconto que os bancos oferecerem sobre as dívidas)
  • • O crédito fiscal poderá ser usado para compensar o imposto de renda devido pelos bancos
  • • O crédito fiscal será concedido aos bancos em parcelas mensais, durante um período de 60 meses
  • • Os bancos que participarem do Desenrola deverão apresentar ao governo federal um relatório mensal sobre as dívidas renegociadas

Os bancos sairão ganhando (muito!)

“Crédito fiscal” significa, em português claro: “imposto devido pelos bancos que eles deixam de ter que pagar”. Ou seja: é dinheiro que deveria ir para o Tesouro Nacional e deixa de ir. Prejuízo gigante para o país.

É crédito que os próprios bancos concederam e que na situação atual dificilmente receberiam de volta dos brasileiros inadimplentes.

Não se trata de ajudar o sistema bancário a recuperar sua saúde financeira. Os bancos têm concedido cada vez menos crédito e vem cobrando juros cada vez mais altos.

Tem banco cobrando 780% no crédito rotativo do cartão de crédito. Essa grana do Desenrola vai entupir ainda mais o caixa dos bancos, que já está abarrotado.

Por que um banco vai se arriscar concedendo crédito, quando os juros básicos que o governo paga para os bancos já são estratosféricos? Não vai.

Com o Desenrola, os bancos embolsarão uma montanha de dinheiro. O próprio Fernando Haddad anunciou a liberação do crédito presumido aos bancos no valor de R$ 50 bilhões.

E pra completar, com a renegociação todos esses brasileiros desenrolados podem voltar a ser clientes dos próprios bancos (e podem voltar a se enrolar, porque os juros seguem gigantes).

Aqui estão os bancos que participarão do programa Desenrola:

  • • Banco do Brasil
  • • Bradesco
  • • Caixa Econômica Federal
  • • Itaú
  • • Santander
  • • Inter
  • • PicPay
  • • Mercado Pago
  • • LuizaCred
  • • C6
  • • Nubank

Juntos, estes bancos representam mais de 90% do mercado de crédito no Brasil.

Foto: http://www.andreforastieri.com.br

A pergunta é: já que é o dinheiro público que vai bancar o Desenrola, porque o governo não fez isso diretamente, através dos próprios bancos públicos, em vez de garantir lucros gigantes para os bancos privados?

Neste vídeo, explico porque o governo está dando este presentão para os bancos – e como os próprios bancos participaram da criação do Desenrola.

(*) André Forastieri é jornalista, consultor, sócio da agência Compasso e fundador de Homework. Assine sua newsletter em andreforastieri.com.br.

Homework Homework
Compartilhar
Publicidade
Publicidade