0

De olho em EUA-China e Fed, bolsas asiáticas fecham sem direção única

30 jan 2019
07h04
  • separator
  • comentários

As bolsas asiáticas fecharam sem direção única nesta quarta-feira, à espera do início de uma nova rodada de negociações comerciais entre Estados Unidos e China e do anúncio de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central americano).

O vice-primeiro-ministro chinês, Liu He, vai se reunir hoje e amanhã com autoridades dos EUA, em Washington, para tentar superar as desavenças comerciais entre os dois países.

O diálogo entre as duas maiores economias do mundo será retomado apenas dois dias depois de o Departamento de Justiça dos EUA acusar a gigante chinesa de equipamentos de telecomunicações Huawei de roubar segredos comerciais e pedir oficialmente a extradição da diretora financeira da empresa, Meng Wanzhou, que está detida no Canadá desde o início de dezembro.

O assessor econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, disse ontem, no entanto, que o presidente dos EUA, Donald Trump, está "moderadamente otimista" em relação às chances de um acordo comercial sino-americano ser fechado antes do prazo final de 1º de março.

Entre os mercados chineses, o índice Xangai Composto encerrou o pregão de hoje em baixa de 0,72%, a 2.575,58 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto recuou 1,28% a 1.283,71 pontos. Pesaram também nos negócios chineses surpresas negativas com balanços de empresas locais.

Já em Tóquio, a ansiedade com balanços que estão para ser divulgados prejudicou os negócios na bolsa japonesa. O Nikkei caiu 0,52%, a 20.556,54 pontos.

Investidores na Ásia também aguardam a decisão de política monetária do Fed, que será conhecida às 17h (de Brasília). Não há expectativa de que o Fed eleve juros, mas o BC americano poderá dar sinais de como pretende conduzir sua política ao longo do ano.

Em outras partes da Ásia, o sul-coreano Kospi foi destaque positivo e subiu 1,05% em Seul, a 2.206,20 pontos, graças ao bom desempenho de ações de tecnologia, enquanto o Taiex ficou praticamente estável em Taiwan, com alta de 0,01%, a 9.932,26 pontos, e o Hang Seng avançou 0,40% em Hong Kong, a 27.642,85 pontos.

Na Oceania, a bolsa australiana foi favorecida por papéis de mineradoras e petrolíferas. O índice S&P/ASX 200 subiu 0,21% em Sydney, a 5.886,70 pontos. Com informações da Dow Jones Newswires.

Estadão
  • separator
  • comentários
publicidade