2 eventos ao vivo

Crescimento do Brasil incomoda e contraria interesses, diz Lula

Ex-presidente afirmou que um país robusto não se intimida com críticas e aprende com elas

25 fev 2014
10h36
atualizado às 10h45
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
<p>Lula afirmou que o governo aprendeu com as cr&iacute;ticas</p>
Lula afirmou que o governo aprendeu com as críticas
Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil

O Brasil deixou de ser um País vulnerável e tornou-se competidor global, escreveu o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva em um artigo publicado nesta terça-feira pelo jornal Valor Econômico. De acordo com Lula, essa mudança “incomoda e contraria interesses”.

O ex-presidente afirmou que as contas do País e as ações do governo “tornaram-se objetivo de avaliações cada vez mais rigorosas e, em certos casos, claramente especulativas”. Contra as críticas, Lula afirmou que “um país robusto não se intimida e aprende com elas”.

Lula ressaltou que o governo cometeu erros, “mas a boa notícia é que os reconhecemos e trabalhamos para corrigi-los”. Como exemplo da mudança de postura, Lula citou as críticas ao modelo de concessão e afirmou que o governo “o tornou mais equilibrado”. “Houve sucesso nos leilões de petróleo, de seis aeroportos e de 2.100 quilômetros de linhas de transmissão de energia.”

Lula, que esteve recentemente com investidores no Conselho Das Américas, em Nova York, afirmou que o “Brasil se prepara para dar saltos ainda maiores na nova etapa da economia global” e destacou que está convencido que os investidores “têm uma visão objetiva do País e do nosso potencial, diferente de versões pessimistas”.

“O povo brasileiro está construindo uma nova era – uma era de oportunidades. Quem continuar acreditando e investindo no Brasil vai ganhar ainda mais e vai crescer junto com o nosso País”, afirmou o ex-presidente.

Veja também:

Cientistas brasileiros criam soro com anticorpos de cavalo capaz de neutralizar coronavírus
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade