PUBLICIDADE

Com novo aumento da conta de luz, veja dicas para economizar

Medida Provisória assinada por Lula nesta semana promoverá mais um aumento da tarifa de energia elétrica

14 abr 2024 - 06h25
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
A Medida Provisória sancionada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem como objetivo reduzir o valor da conta de luz, porém tem sido alvo de críticas de especialistas que indicam que haverá o efeito contrário — aumento da tarifa para os consumidores. Mas você pode economizar em sua conta de energia seguindo algumas dicas simples.
Foto: Freepik

A medida provisória sancionada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva no último dia 9, que tem como principal objetivo reduzir o valor da conta de luz, está sendo alvo de críticas de especialistas que apontam detalhes que poderiam resultar no efeito contrário: um possível aumento da tarifa para os consumidores.

Juliano Gonçalves, engenheiro eletricista e gerente da divisão de cabos da Megger no Brasil, traduz em linhas gerais o porquê do efeito rebote. 

“A MP promulgada inclui medidas que estendem o prazo para que usinas de energia renovável, como solar e eólica, recebam subsídios completos nas tarifas de uso dos fios”, explica. “Essa tarifa representa o valor pago pelas usinas para utilizar a rede de transmissão de energia do país. Atualmente, estas fontes são incentivadas com descontos do governo devido ao seu menor impacto ambiental, custeados por todos os consumidores por meio das tarifas de energia.”

"O Brasil já produz energia suficiente para abastecer sua população, o que faz com que o prazo estabelecido na medida provisória para geração de energia impulsione a manufatura de energia renovável de forma desnecessária", diz Juliano. 

“A demanda de energia e o crescimento do consumo destas fontes renováveis não teve o desempenho que se imaginava, apesar dos seus investimentos e agora a tendência de sobra de energia se torna ainda mais palpável.”

Direcionamento de recursos

O governo federal, no entanto, ainda busca formas de alcançar o planejamento e reduzir em 3,5% às contas de energia e, para isso, eles planejam usar recursos antecipados previstos na lei de privatização da Eletrobras, recursos estes que serão direcionados para o pagamento da “conta Covid”, que cobre os custos extras das distribuidoras de energia durante a pandemia, e da “conta escassez hídrica”, que liquida as faturas que sobraram da falta de chuva de 2020 a 2022, quando as empresas do ramo tiveram que pagar energia com maior valor acrescido.

Até que o desconto chegue às contas de luz – se chegar – alguns hábitos podem fazer parte do dia a dia do consumidor para economizar no fechamento do mês de forma eco-friendly. Juliano aponta cinco. 

Chuveiro elétrico de forma consciente: Uma das formas mais simples de economizar energia pode ser utilizando o chuveiro elétrico no modo verão, ao invés do modo inverno. “Apenas o chuveiro elétrico pode causar um aumento de pelo menos 25% na conta de luz, isso porque ele é um dos aparelhos com maior potência dentro da residência”, explica Juliano.

 • Consumo sustentável da torneira elétrica: Seguindo o mesmo raciocínio do chuveiro, a torneira que é elétrica, se utilizada sempre no modo verão, também pode ajudar a economizar na conta de luz.

 • Uso consciente do ar-condicionado e aquecedores: Evite deixar o ar-condicionado ou aquecedor ligado por longos períodos quando não estiver em casa e quando estiver, ajuste a temperatura para um nível confortável, porém o desligue quando não se sentir mais incomodado pelo frio ou calor. Para economizar ainda mais, priorize o uso cortinas e persianas para controlar a temperatura ambiente.

Secagem natural de roupas: Secadora? Quando estiver com pressa, talvez. Utilize a secagem natural ao ar livre, com o uso de varais de teto e de chão sempre que possível. Isso reduzirá o uso da máquina de secar, que consome bastante energia.

Uso ético do ferro elétrico: Deixar as roupas acumularem para passar de uma só vez é uma boa opção também, já que o ferro é um dos grandes consumidores de energia elétrica e o consumo de energia será menor pela frequência. Se no ferro tiver a opção de ‘menos consumo’, é também uma opção.

 • Fritando, cozinhando ou assando de forma responsável: Para o uso de microondas, airfryer e fornos elétricos, opte pela temperatura correta e retire-os da tomada após o uso.

“Para quem busca reduzir os gastos, utilizar essas práticas simples no cotidiano pode resultar em economias significativas a longo prazo”, finaliza Juliano.

(*) HOMEWORK inspira transformação no mundo do trabalho, nos negócios, na sociedade. É criação da Compasso, agência de conteúdo e conexão.

Homework Homework
Compartilhar
Publicidade
Publicidade