PUBLICIDADE

Avaliação: Ford Bronco Sport tem atributos de SUV raiz

Bronco Sport Wildtrak 4x4 mostra que um SUV raiz também pode brilhar no off-road e ser ótimo no dia a dia

26 mai 2021 10h03
| atualizado em 5/10/2021 às 11h59
ver comentários
Publicidade
Ford Bronco Sport Wildtrak 2.0 EcoBoost.
Ford Bronco Sport Wildtrak 2.0 EcoBoost.
Foto: Ford

Durante uma semana dirigimos o Ford Bronco Sport e ele mostrou que tem atributos de SUV raiz. Muito mais focado nos desafios off-road do que a maioria dos novos SUVs, o Bronco Sport Wildtrak brilha especialmente em estradas ruins e em ambientes de poeira e água. O carro foi pensado para ser off-road e não adaptado para esse fim, por isso surpreende de forma positiva.

Basta conhecer o Bronco Sport e pegar uma estrada ruim para ficar claro que a Ford fez o caminho inverso do que tem feito a maioria dos fabricantes: pensou num carro off-road e adaptou-o para o dia a dia e não o contrário. Isso faz muita diferença.

O Bronco Sport não é o mais “selvagem” da nova família de SUVs da Ford. Esse papel cabe ao novo Bronco com carroceria sobre chassi. Infelizmente a Ford não pretende trazer o Bronco em suas versões 2-portas e 4-portas, pelo menos por enquanto. Mas o Bronco Sport, mesmo em trajes “civis”, topa muitas paradas indigestas quando se trata de áreas com barro ou inundadas.

Inspirados no conceito de SUV raiz, o Bronco Sport só está disponível com tração 4x4. Para conforto do motorista, ela é entregue sob demanda. Mas é possível travar o sistema no 4x4 e, mais do que isso, escolher o melhor modo de condução para cada tipo de piso. Deixemos os modos Eco, Normal e Sport para utilitários esportivos como o Toyota Corolla Cross e o Volkswagen Taos. Falemos só dos modos off-road, uma exclusividade do Ford Bronco Sport no segmento C-SUV.

Ford Bronco Sport Wildtrak 2.0 EcoBoost.
Ford Bronco Sport Wildtrak 2.0 EcoBoost.
Foto: Ford

O sistema tem um nome estranho, G.O.A.T., que é a sigla da expressão inglesa goes over any terrain (passa por qualquer terreno). Os quatro modos off-road são Escorregadio, Areia, Rocha e Lama/Terra.

No modo Escorregadio, o Bronco Sport tem trocas de marcha mais precisas, portanto oferece maior controle e maior tração. Este é o modo indicado também para passar por enchentes (até 60 cm de altura, contra apenas 48 cm do Jeep Compass).

No modo Areia, há uma mudança no escalonamento das marchas. O sistema então oferece mais torque para melhor desempenho. Ele também permite a patinagem para não deixar o carro preso. Aliás, nesse modo, a câmera frontal liga automaticamente e mostra a imagem do terreno no display central. O controle de tração também atua no modo Areia. 

No modo Rocha (Rock Crawl), a resposta do pedal do acelerador é mais pesada, o controle de tração atua e há um retardo na mudança de todas as marchas. A câmera liga automaticamente também para que o motorista possa evitar grandes rochas ou obstáculos intransponíveis.

No modo Lama/Terra, a troca de marchas passa a ser mais moderada, da mesma forma que a resposta do pedal ao acelerador é mais contida. O carro também ganha mais torque e tração para garantir a aderência, que permite a patinagem porque, enquanto os pneus giram a lama que fica nos sulcos é eliminada.

Ford Bronco Sport.
Ford Bronco Sport.
Foto: Divulgação

Na versão escolhida para o Brasil, Wildtrak, os pneus são de uso misto: Pirelli Scorpion A/T 225/65 R17. Com pneus especiais, para trilha mesmo, o Bronco Sport seria capaz de ter um desempenho ainda mais valente no off-road. Porém, a ideia da Ford é oferecer equilíbrio -- uma aposta correta, pois o carro serve muito bem para usar na cidade e tem um desempenho empolgante na estrada.  

O Ford Bronco Sport tem a proteção inferior em aço para permitir o maior nível de aventura possível. A suspensão dianteira tem braços de alumínio forjado, com redução de até 40% no peso em relação ao eixo sólido. Um dos diferenciais do carro é o piloto automático off-road (trail control), que comanda acelerador e freios em ambiente escorregadio. A suspensão traseira independente é responsável pela estabilidade do carro nas curvas e também por sua versatilidade no off-road. Há também bloqueio de diferencial traseiro e embreagem dupla na traseira.

O SUV produzido no México agrada principalmente porque a Ford pensou o tempo todo no bem-estar do motorista e dos passageiros. O carro não vai ganhar nenhum concurso de beleza, apesar da grande personalidade da parte dianteira. Não importa. A entrega de espaço interno e a versatilidade do porta-malas compensam o visual quadradão. Afinal, a ideia era fazer uma homenagem ao Ford Bronco dos anos 60 e 70 e, claro, aproximar o máximo possível do conceito de SUV raiz.

Ford Bronco Sport.
Ford Bronco Sport.
Foto: Divulgação

O porta-malas de 580 litros é um show à parte. Está cheio de ganchos, que servem de cabide ou para amarrar uma tenda, tem uma divisória móvel e permite que só a parte de cima seja acessada pelo vidro traseiro. Um abridor de garrafas na coluna traseira é a prova de que a Ford quer que a pessoa transforme o Bronco Sport em sua “casa” durante uma viagem de aventura.

Gostamos especialmente do quadro de instrumentos em formato analógico e da tela multimídia discreta, de apenas”. É interessante ver que a Ford não se rendeu ao modismo do display gigante e do cluster que mais parece um videogame. Nada disso. O Bronco Sport é prático. E, mesmo assim, não deixa de oferecer uma ótima conectividade com o sistema Sync 3, que permite acessar o Android Auto e o Apple CarPlay, entre outros sistemas. Há também o Ford Connect, para quem gosta de ter o carro “conectado”.

O motor é outro ponto alto do carro. Como é muito potente, não espere dele um bom consumo. Faz 6 km/l de gasolina na cidade e 10 km/l na estrada. Depende, claro, de como você acelera. Por que, às vezes, os 240 cavalos do motor 2.0 EcoBoost convidam mesmo a acelerar. O torque também é ótimo: 363 Nm. O câmbio automático de 8 marchas permite trocas manuais pelas aletas do volante, que tem ótima empunhadura. O seletor do câmbio é rotatório e fica no console central, à frente do seletor do modo de condução, também giratório.

Por dentro, o Bronco Sport Wildtrak não chega a ser sofisticado, mas é confortável. Várias partes do carro são de borracha para permitir uma fácil lavagem. O acabamento não é um primor, principalmente considerando que estamos falando de um carro de R$ 256.900. Alguns pequenos pênaltis de acabamento ou de padrão, entretanto, são desculpáveis diante dos grandes acertos do carro. Um deles foi a escolha do sistema de som Bang & Olufsen, com 1.000 watts de potência e 10 alto-falantes.

Finalmente, podemos dizer que o Ford Bronco Sport é um carro para ser descoberto aos poucos. Na aventura, você verá que a câmera dianteira é uma grande aliada em certos trechos. Na cidade, vai gostar do torque em baixas rotações. Na estrada, vai se surpreender com o zunido da turbina quando o carro atinge velocidades mais altas. Numa emergência, verá a prontidão dos alertas e assistentes de segurança. Se precisar dar uma freada forte, encontrará bastante equilíbrio, pois os freios traseiros também são a disco. 

Ford Bronco Sport.
Ford Bronco Sport.
Foto: Divulgação

Para quem, até pouco tempo atrás, tinha apenas a beleza e algumas funcionalidades do Territory para enfrentar o desafio do segmento C-SUV (médio), a Ford agora está muito bem servida com o Bronco Sport. Pode, seguramente, pensar em voos mais altos nas vendas, ampliando a importação deste belo SUV raiz para versões mais baratas. Quando fizer isso, seguramente vai incomodar o líder da categoria, Jeep Compass, e não terá proposta parecida por parte de outros dois rivais, o Toyota Corolla Cross e o Volkswagen Taos.

FORD BRONCO SPORT WILDTRAK 2.0
ITEMCONCEITONOTA
MOTORÓtimo9
CÂMBIOÓtimo10
SUSPENSÃOÓtimo10
FREIOSÓtimo10
DIREÇÃOÓtimo9
EQUIPAMENTOSMuito bom8
ERGONOMIAÓtimo9
PORTA-MALASÓtimo9
ACABAMENTOMuito bom8
DESIGNMuito bom7
VEREDICTOMuito bom8.9

Os números

  • Preço: R$ 256.900
  • Motor: 2.0 turbo
  • Potência: 240 cv a 5.500 rpm
  • Torque: 363 Nm a 3.000 rpm
  • Câmbio: 8 marchas AT
  • Tração: 4x4
  • Comprimento: 4,386 m 
  • Largura: 1,888 m (2,099 m com espelhos) 
  • Altura: 1,797 m (1,813 no modo off-road)
  • Entre-eixos: 2,670 m
  • Vão livre: 223 mm
  • Ângulo de entrada: 30,4°
  •  Ângulo de saída: 33,1°
  •  Ângulo de rampa: 24,4°
  • Peso: 1.718 kg
  • Pneus: 225/65 R17
  • Porta-malas: 580 litros (1.472 litros com o banco traseiro rebatido)
  • Carga útil: 441 kg
  • Capacidade de reboque: 900 kg
  • Tanque: 64 litros
  • 0-100 km/h: 8s0
  • Velocidade máxima: 180 km/h
  • Consumo cidade: 6 km/l
  • Consumo estrada: 10 km/l
  • Emissão de CO2: n/d
Ford Bronco Sport: conheça os detalhes do SUV 4x4:

 

Guia do Carro
Publicidade
Publicidade