PUBLICIDADE

BTG diz 'estar impressionado' com CEO do Banco do Brasil (BBAS3) e Taesa (TAEE11) pagará rendimentos milionários; veja as mais lidas da semana

18 mai 2024 - 10h30
Compartilhar
Exibir comentários

A notícia mais lida da semana no Suno Notícias envolveu o Banco do Brasil (BBAS3). O BTG Pactual disse 'estar impressionado' com CEO da companhia e recomendou a compra das ações do banco.

Outro destaque da semana foi a Taesa (TAEE11), que pagará R$ 43,2 milhões em rendimentos.

Já o Fiagro VGIA11 divulgou um novo pagamento de dividendos para maio. Qual o valor e data de pagamento?

Ainda sobre a Taesa, a Genial Investimentos elevou o preço-alvo da ação e realizou uma nova projeção de dividendos.

Por fim, o Itaú BBA cortou o preço-alvo da ação do Bradesco (BBDC4) e fez uma nova previsão de receita depois do balanço com margens pressionadas.

1. Banco do Brasil (BBAS3): BTG diz 'estar impressionado' com CEO e recomenda compra das ações

Os analistas do BTG Pactual realizaram um encontro com o BB e, diante disso, disseram estar "impressionados" com a CEO da empresa, Tarciana Medeiros. O BTG recomenda a compra das ações do Banco do Brasil e estabelece um preço-alvo de R$ 36, enquanto BBAS3 era negociado sob a cotação de R$ 28.

"Já escrevemos anteriormente que Medeiros tem sido muito assertiva e comunicou-se bem com todas as partes interessadas, desde o governo (na agenda social) aos acionistas minoritários (preocupados com a rentabilidade do negócio), mas acreditamos que todos os investidores (inclusive nós) saíram da sede do BB muito impressionados com o CEO", disse o BTG em relatório.

2. Taesa (TAEE11) pagará R$ 43,2 milhões em rendimentos

A Taesa (TAEE11) anunciou que iria pagar mais de R$ 43 milhões em rendimentos de debêntures, de acordo com comunicado emitido pela empresa na última terça-feira (14). Esse pagamento era relativo às debêntures da 1ª e 2ª série da 10ª emissão da companhia, realizada em maio de 2021.

O pagamento dos rendimentos da Taesa foi realizado na última quarta-feira (15), sendo R$ 40,4 milhões relativos às debêntures da 1ª série, ou R$ 62,28 por papel, e mais R$ 2,7 milhões aos detentores de debêntures de 2ª série, equivalente a R$ 27,77 por papel.

3. VGIA11 divulga novos dividendos; saiba o valor e quem pode receber

O Fiagro VGIA11 anunciou novos dividendos na última segunda-feira (13), no valor de R$ 0,10 por cota, o que representa o menor patamar dos últimos 3 meses, ou seja, desde a distribuição realizada em fevereiro, que tinha sido de R$ 0,0875 por cota.

O pagamento dos dividendos do VGIA11 será feito no dia 20 de maio de 2024, mas somente aos detentores das cotas do Fiagro até o dia 13 de maio deste ano. Nos últimos 12 meses, a distribuição acumulada é de R$ 1,3768 por cota, com uma média de R$ 0,11473 por cota ao mês.

4. Taesa (TAEE11): Genial eleva preço-alvo e faz projeção de dividendos; veja valores

A Genial Investimentos manteve as recomendações de Taesa (TAEE11), Isa Cteep (TRPL4) e Alupar (ALUP11), e trouxe atualizações positivas em relação aos preços-alvo dos papéis dessas empresas.

A Genial recomenda a compra das ações da Alupar, com potencial de alta de 24%, e preço-alvo de R$ 34,00. A recomendação é de manutenção para as units da Taesa, com upside de 9,3%.

5. Bradesco (BBDC4): Itaú BBA corta preço-alvo e previsão de receita após balanço com margens pressionadas

O Itaú BBA reduziu suas projeções para o resultado do Bradesco em 2024, depois do anúncio dos números registrados no primeiro trimestre deste ano (1T24). A companhia registrou uma baixa de 1,6% em seu lucro líquido recorrente do 1T24, somando R$ 4,211 bilhões, quantia 46,3% maior que o observado no 4T23.

De acordo com os analistas CNPI do Itaú BBA Pedro Leduc, Mateus Raffaelli e William Barranjard, o resultado do Bradesco "pede" uma visão mais cautelosa "O pior das provisões de crédito pode ter ficado para trás, mas acreditamos que o NII (da sigla em inglês, receita líquida de juros) levará mais tempo para se recuperar", disseram os analistas.

Assim, do Banco do Brasil ao Bradesco, essas foram as notícias mais lidas da semana do Suno Notícias.

Suno
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade