PUBLICIDADE

Brasil precisa de compromisso com agenda de reformas para chegar a grau de investimento, diz S&P

2 abr 2024 - 15h03
Compartilhar
Exibir comentários

A agência de classificação de risco S&P Global avaliou nesta terça-feira que o Brasil depende do compromisso do governo com uma agenda de reformas econômicas para chegar ao chamado "grau de investimento", que sinaliza baixíssimo risco de calote da dívida nacional.

Esplanada dos Ministérios com Congresso Nacional ao fundo, em Brasília
07/04/2010
REUTERS/Ricardo Moraes
Esplanada dos Ministérios com Congresso Nacional ao fundo, em Brasília 07/04/2010 REUTERS/Ricardo Moraes
Foto: Reuters

"A recuperação da classificação de grau de investimento pelo Brasil dependerá, em grande medida, do compromisso político com as reformas econômicas para alcançar uma melhor consolidação fiscal e crescimento econômico", disse a S&P em relatório.

"O Brasil tem uma posição fiscal e um crescimento econômico mais fracos do que a maioria dos pares de mercados emergentes", acrescentou a agência, afirmando que isso restringe o país ao "grau especulativo", que abrange países mais arriscados para investimentos.

Ainda assim, a S&P elevou no final do ano passado a nota de crédito de longo prazo do Brasil para "BB", de "BB-", dois degraus abaixo do grau de investimento, afirmando que a aprovação da reforma tributária estende o histórico dos últimos anos de implementação de "políticas pragmáticas" no país.

A agência de classificação Fitch também elevou a nota do Brasil em meados de 2023, para "BB", também abaixo do grau de investimento.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade