0

Boston Medical Group é condenado a indenizar paciente que ficou impotente

16 jan 2013
07h08

O Boston Medical Group, empresa especializada no tratamento de impotência masculina, foi condenado a pagar indenização a um mecânico do Distrito Federal após complicações cirúrgicas que o deixaram impotente. Em decisão publicada nesta terça-feira, a juíza da 6ª Vara Cível de Brasília estabeleceu que a clínica médica deve ressarcir todos os gastos do paciente, além do pagamento de R$ 250 mil em danos morais.

De acordo com o processo, que corre em sigilo, o homem de 54 anos procurou o Boston Medical Group para resolver problemas de ereção e teria recebido a promessa de sucesso no tratamento. No entanto, logo nas primeiras 24h após a cirurgia, o mecânico teve hemorragia e priapismo (ereção prolongada que pode levar à impotência sexual).

O homem chegou a procurar a clínica, mas foi orientado a fazer compressa com gelo e aguardar mais 48h. O quadro foi se agravando e o mecânico acabou sendo internado no Hospital de Base do DF, onde foi constatada a impotência total e definitiva.

Segundo a juíza substituta Grace Correa Pereira, que constatou erro médico, o Boston Medical Group demorou em dar assistência ao paciente e omitiu informações essenciais para que o problema fosse minimizado. "É gravíssima a conduta da ré que se vale de medicamentos capazes de causar priapismo e não subsidia o paciente de condições humanas e materiais próprias e eficientes para revertê-la", afirmou, na sentença, a juíza.

Como a decisão foi proferida em primeira instância, ainda cabe recurso do Boston Medical Group à sentença. Em contato com o Terra, a empresa afirmou que ainda não tem posicionamento sobre a decisão.

Fonte: Terra
publicidade