PUBLICIDADE

Boeing 747 vira hotel em aeroporto: saiba quanto custa para um hóspede dormir no avião

A aeronave aposentada fica no Aeroporto de Estocolmo-Arlanda, na Suécia

5 abr 2024 - 05h00
Compartilhar
Exibir comentários
A aeronave teve todos os 450 assentos removidos e as acomodações foram divididas em dormitórios
A aeronave teve todos os 450 assentos removidos e as acomodações foram divididas em dormitórios
Foto: Divulgação

Já imaginou utilizar um Boeing 737 para se hospedar? Isso é possível se você for procurar um local para dormir nas imediações do Aeroporto de Estocolmo-Arlanda, na Suécia. A aeronave aposentada foi totalmente remodelada com quartos e áreas comuns.

Batizado de Jumbo Stay, o avião/hotel oferece uma experiência semelhante à de um hotel. A aeronave teve todos os 450 assentos removidos e as acomodações foram divididas em dormitórios masculinos e femininos, em quartos padrão e algumas suítes.

Para reservar uma noite em um quarto padrão no Jumbo Stay, o visitante terá que investir 450 coroas suecas, o equivalente a cerca de R$ 215. Já a diária mais cara fica por conta da suíte de cama dupla na parte traseira do avião, com banheiro e chuveiro privativos, com valores a partir de 1.895 coroas suecas, cerca de R$ 900. Ao todo, o avião tem 33 quartos, que somam um total de 76 camas.

Para o hóspede que quiser ter uma experiência ainda mais diferente, é possível também reservar uma suíte dentro da cabine dos pilotos, que continua com todos os instrumentos de controle preservados e tem vista para a pista do aeroporto.

O 747 aposentado que abriga o hotel foi construído em 1976 para a Singapore Airlines. Em 2006, teve início o projeto para transformá-lo em uma hospedagem. O avião foi rebocado até o destino final em 2008, na entrada do aeroporto internacional, onde foi fixado em uma fundação de concreto. Em 2009, esse hotel inusitado finalmente saiu do papel em 2009, ano de sua inauguração. 

Navio luxuoso que roda o mundo custa quase R$ 10 milhões Navio luxuoso que roda o mundo custa quase R$ 10 milhões

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra












Publicidade