3 eventos ao vivo

Bendine diz não poder garantir fim da corrupção na Petrobras

Presidente da Petrobras disse também que corrupção existe em empresa pública, em sociedade de economia mista e em empresa privada

28 abr 2015
21h58
  • separator
  • 0
  • comentários

O presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, disse hoje (28) que não pode garantir que não haverá mais problemas de corrupção na empresa, durante audiência conjunta das comissões de Infraestrutura e Assuntos Econômicos do Senado, quando afirmou também que corrupção existe em empresa pública, em sociedade de economia mista e em empresa privada.

Presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, durante reunião no Rio de Janeiro, em 23 de abril
Presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, durante reunião no Rio de Janeiro, em 23 de abril
Foto: Ricardo Moraes / Reuters

“O que tem que se ter dentro dessas companhias é um bom processo de governança, de compliance {O cumprimento das normas reguladoras de determinado setor}, de mitigação de riscos, algo em que vamos apostar muito fortemente para que não ocorra”, acrescentou Bendine. Porém, “dizer que, com isso, definitivamente se afastam riscos de malfeitos dentro da companhia, é algo que a gente nunca vai poder atestar”,  disse ele.

Siga o Terra Notícias no Twitter

“Mas, com certeza, a gente vai mitigar, e muito, situações como as que a empresa vivenciou”, prosseguiu o executivo, ressaltando que haverá um investimento "muito forte" na tomada de decisões. Outra opinião de Bendine é que a corrupção na estatal não é culpa do Decreto e da Lei de Licitações ( lei 8.666), pois “O problema não está no marco regulatório dessas concorrências; o problema está na mitigação desses riscos e na forma adotada dentro do gerenciamento da empresa”.

 

Agência Brasil Agência Brasil
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade