0

Angolanos são presos após tentarem sacar auxílio emergencial com documentos falsos

Os documentos foram identificados como falsos pelo Núcleo de Inteligência da CEF

8 ago 2020
14h58
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

RIO DE JANEIRO - Quatro angolanos foram presos pela Polícia Federal na manhã deste sábado (8) após tentar sacar, usando documentos falsos, dinheiro oferecido como auxílio emergencial pelo governo federal em uma agência da Caixa Econômica Federal (CEF) no Recreio dos Bandeirantes (zona oeste do Rio).

Os documentos foram identificados como falsos pelo Núcleo de Inteligência da CEF, que por sua vez acionou a Delegacia Fazendária da Polícia Federal no Rio de Janeiro logo depois que o grupo apresentou a documentação na agência.

A equipe da Polícia Federal acompanhou os criminosos desde a saída da agência, onde não conseguiram realizar o saque, até a Avenida das Américas, na Barra da Tijuca (zona oeste), onde o quarteto foi abordado, com o apoio da Polícia Militar.

Além dos documentos falsos, foi apreendido o veículo usado pelos criminosos, que ficava escondido na comunidade Parque do Pinheiro, no Complexo da Maré (zona norte do Rio), e segundo a polícia foi comprado com Cadastro de Pessoa Física (CPF) falso para ser utilizado exclusivamente na prática desse tipo de crime.

Os presos foram conduzidos à Superintendência Regional da Polícia Federal no Rio, onde foi lavrado o auto de prisão em flagrante.

Até a publicação desta reportagem, o Estadão não havia localizado representantes dos quatro angolanos para que se manifestem sobre a acusação e a prisão deles.

Veja também:

Ciclista fica ferido ao bater contra veículo estacionado
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade