PUBLICIDADE

Alunos do ensino médio poderão receber R$1 mil para continuar na escola

Iniciativa é do Governo de São Paulo e visa beneficiar alunos em situação de pobreza e extrema pobreza

19 ago 2021 14h22
ver comentários
Publicidade
Anúncio de Programa de Combate à Evasão Escolar
Anúncio de Programa de Combate à Evasão Escolar
Foto: Governo do Estado de São Paulo / Finanças e Empreendedorismo

O governador de São Paulo, João Doria, lançou nesta quinta-feira (19) um novo programa ligado ao Bolsa do Povo Educação, voltado para os estudantes vulneráveis do ensino médio da rede estadual de Educação. 

A ação tem como objetivo principal o combate à evasão escolar e, para isso, prevê o pagamento de um benefício no valor de R$1 mil aos estudantes, por ano letivo. Para isso, serão investidos R$400 milhões, sendo R$100 milhões ainda em 2021 e R$300 milhões em 2022. A expectativa é que o benefício chegue para 300 mil estudantes em situação de pobreza e extrema pobreza.

De acordo com nota divulgada pelo Governo de São Paulo, os pagamentos serão feitos proporcionalmente ao ano letivo e serão condicionados a alguns índices, como a frequência escolar mínima de 80%, a dedicação de 2 a 3 horas de estudos pelo aplicativo Centro de Mídias SP (CMSP) e a participação nas avaliações de aprendizagem. Além disso, os estudantes matriculados na 3ª série do Ensino Médio e beneficiários do programa precisarão ainda realizar atividades preparatórias para o ENEM.

As inscrições devem ser realizadas pelo site https://www.bolsadopovo.sp.gov.br/, entre os dias 30 de agosto e 10 de setembro de 2021. Poderão se inscrever todos os alunos regularmente matriculados no ensino médio e na 9a. série do ensino fundamental da rede estadual de ensino de São Paulo e inscritos no Cadastro Único - CadÚnico.

Finanças e Empreendedorismo
Publicidade
Publicidade